Mulher perde parte do nariz após cirurgia estética com dentista

em alta
06.07.2022, 10:59:52
(Foto: Reprodução)

Mulher perde parte do nariz após cirurgia estética com dentista

'Destruiu minha autoestima', disse paciente

Uma mulher de 37 anos ficou com parte do nariz necrosado, além de outras sequelas, após realizar um procedimento estético com um dentista em junho de 2020. De acordo com o g1, Elielma Carvalho Braga fez uma alectomia, procedimento para afinar o nariz, na cidade de Aparecida de Goiânia, no interior de Goiás. 

Após perder parte da pele, a mulher teve que fazer mais de dez cirurgias e ficou com cicatrizes, abalando sua autoestima.

“Eu tenho vergonha, porque a gente faz uma coisa para melhorar um pouco e a pessoa faz isso. Ele destruiu minha autoestima. Eu choro, não é fácil o que eu vivo hoje”, disse ao g1.

O dentista Igor Leonardo se defende, argumentando que o problema da paciente não foi decorrente da cirurgia, e sim uma síndrome desenvolvida após uso de medicamentos, o que causou a necrose. 

A síndrome só apareceu alguns dias após o procedimento, quando a paciente começou a sentir fortes dores e alterações no rosto. Elielma manteve contato com o dentista, pedindo e recebendo orientações.

Quando a situação ficou muito grave, ela foi até o consultório do dentista e os dois foram até uma unidade de saúde para que ela recebesse o atendimento necessário.

Atualmente, Elielma precisa usar um alargador nas narinas para conseguir respirar. Sem eles, uma das narinas se fecha. Ainda serão necessárias mais cirurgias para melhorar as lesões existentes.

Diante de tanto sofrimento e com as sequelas, se afastou das pessoas, usa máscara constantemente. Formada recentemente como esteticista, também desistiu de trabalhar na área.

Elielma resolveu processar o dentista. Na ação, ela pede danos morais, materiais e estéticos, totalizando R$ 42 mil.

Qualquer profissional que não seja médico é proibido de realizar cirurgias no nariz. Dentistas podem fazer algumas cirurgias na face, mas o Conselho Federal de Odontologia proibiu expressamente a realização de alectomias por dentistas.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas