Mulheres ocupam 24% dos postos de liderança em empresa de bebidas da Bahia

bahia
07.03.2022, 18:43:00
((Foto: divulgação))

Mulheres ocupam 24% dos postos de liderança em empresa de bebidas da Bahia

No Brasil, mulheres representam 32% da força de trabalho

A Indústria de Bebida São Miguel (ISM) possui 24% de mulheres ocupando cargos de liderança na empresa. De acordo com uma pesquisa de 2021, do Portal Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), as mulheres vem conquistando espaço em diversos segmentos da indústria brasileira, representando 32% da força de trabalho.

Ainda há muito trabalho a fazer para tornar os espaços fabris mais igualitários, visto que as mulheres continuam ocupando poucos cargos de liderança e gestão no Brasil, contudo a ISM vem se diferenciando desse cenário. A coordenadora contábil e fiscal da empresa Adriana Neves diz que nunca sofreu preconceito direto no ambiente de trabalho, mas que já teve alguns desafios liderando homens. “Já percebi algumas insinuações por receberem ordens de uma mulher, e nesses momentos me impus e fiz o que precisava ser feito para obter o resultado que a empresa precisava”, conta a coordenadora. 

Neves, que além de trabalhar na indústria também é mãe em período integral, relata que não é fácil conciliar carreira e as tarefas domésticas. “Quando se gosta do que se faz e com uma boa gestão do tempo vamos conseguindo dar conta de tudo. Descentralizar e acompanhar é o melhor caminho”, reforça. 

Já a coordenadora de projetos Lissa Maria Sobral Varjão, de 31 anos, há três anos na empresa, acredita que a questão do preconceito com as mulheres no ambiente de trabalho é combatido “executando bem nosso trabalho, quebrando esses paradigmas de beleza, inteligência da mulher e respeito”, lista Sobral.

Segundo ela, apesar do preconceito com a mulher no ambiente profissional, “aqui na ISM sou muito bem respeitada com o trabalho que venho desenvolvendo, mas em outras empresas já passei por isso”, relembra a coordenadora.

“Acho que quando você está em cargo de liderança, tem que provar ainda mais seu valor, mostrando competência. Já vivenciei algumas situações constrangedoras, pelo fato de atribuírem que você está ali por sua beleza, ou porque conhece alguém, por isso você precisa se impor, desenvolvendo suas atividades com profissionalismo”, ensina.

Em 33 anos de existência, a ISM é reconhecida no segmento de bebidas não alcoólicas. Durante a pandemia, a empresa já doou mais de 81 mil unidades de bebidas não alcoólicas a ONGs, hospitais, creches e empresas que atendem pessoas em situação de vulnerabilidade social.


***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas