No 1º Ba-Vi do ano, Bahia defende sequência invicta no Barradão

e.c. bahia
12.03.2021, 05:00:00
No último encontro, Bahia levou a melhor e venceu o Vitória no Barradão (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

No 1º Ba-Vi do ano, Bahia defende sequência invicta no Barradão

Tricolor soma seis jogos sem perder na casa do rubro-negro

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Depois de pouco mais de um ano, Bahia e Vitória vão ficar frente a frente de novo. Neste sábado (13), os dois maiores clubes do estado se enfrentam no primeiro clássico de 2021. 

A partida válida pela 3ª rodada da Copa do Nordeste está marcada para as 16h e será disputada no Barradão, com mando de campo do Vitória. É no estádio Manoel Barradas que o Leão costuma se sentir mais à vontade, mas nos anos recentes o rubro-negro tem passado aperto quando o adversário é o Bahia. 

O tricolor não perde um clássico no Barradão há quase três anos. Já são seis jogos de invencibilidade na casa do maior rival. O último revés aconteceu em abril de 2017, com placar de 2x1, pela semifinal da Copa do Nordeste - na volta o Esquadrão venceu por 2x0, na Fonte Nova, e avançou para a final, conquistando o título sobre o Sport. 

Depois daquele encontro pelo Nordestão, Bahia e Vitória disputaram outros seis clássicos no estádio rubro-negro. Foram três empates e três triunfos para os tricolores. Sequência que tem deixado a parte azul, vermelha e branca confiante.

A trajetória invicta do Esquadrão foi iniciada ainda em 2017, com dois empates por 0x0 pelo Campeonato Baiano e Brasileirão, mas os jogos mais marcantes aconteceriam a partir do ano seguinte. 

Dança de Vinícius provocou pancadaria e clássico foi encerrado por falta de atletas em campo no Vitória (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Em fevereiro de 2018, Bahia e Vitória duelaram pela primeira fase do estadual. O clássico marcado por confusões ficou conhecido como o “Ba-Vi da pancadaria”, após uma briga generalizada que ficou iconizada nos socos desferidos pelo zagueiro rubro-negro Kanu depois do meia Vinícius, do Bahia, comemorar com dança provocativa o gol de empate marcado em cobrança de pênalti.

Entre a confusão e outros eventos durante o jogo, o saldo final foi de nove expulsões nas duas equipes: quatro do Bahia (dois reservas) e cinco do Vitória. Sem a quantidade mínima de atletas do Leão em campo, o jogo foi encerrado antes do tempo normal, quando o placar estava empatado por 1x1. No entanto, o Bahia foi declarado vencedor por 3x0. 

Um mês depois, o Bahia voltou a vencer o Vitória no Barradão, dessa vez no segundo jogo da final do Campeonato Baiano. O gol de Elton decretou o triunfo por 1x0 e, consequentemente, a conquista do título estadual em partida na qual apenas a torcida rubro-negra teve acesso ao estádio. 

Triunfo por 1x0, com gol de Elton, confirmou o título estadual para o Bahia no Barradão (Foto: Betto Jr./Arquivo CORREIO)

Ainda em 2018, o Bahia manteve a invencibilidade em clássicos disputados no Barradão ao empatar por 2x2 pelo Campeonato Brasileiro. Como em 2019 os dois jogos entre as equipes foram disputados na Fonte Nova, tricolores e rubro-negros voltaram a medir forças na casa do Leão apenas em 2020. 

Pelo Campeonato Baiano, os garotos dos times sub-23 tiveram o protagonismo. Em novo encontro diante apenas da torcida do Vitória, o Bahia frustrou os rubro-negros ao marcar o segundo gol do 2x1 aos 49 minutos do segundo tempo, em falta cobrada por Arthur Rezende. Foi o último jogo entre os rivais. 

No último encontro, Arthur Rezende marcou de falta aos 49 do 2º tempo e Bahia venceu por 2x1 (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Apesar da boa fase, a sequência de seis jogos não é a maior do Bahia sobre o Vitória no Barradão. Entre 2006 e 2010, o Esquadrão chegou a ficar nove jogos sem perder na casa do adversário. Foram seis triunfos e três empates.

O Leão ainda leva vantagem no retrospecto dos confrontos em casa. Dos 51 clássicos disputados no Barradão, o Vitória venceu 24, contra 14 do Bahia, além de 13 empates. 

Amanhã, tricolores e rubro-negros vão ter a chance de escrever mais um capítulo na história de um dos maiores clássicos do futebol brasileiro.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas