Novo ministro da Educação diz que universidades ensinam 'sexo sem limites'

brasil
11.07.2020, 15:04:00
Atualizado: 11.07.2020, 17:25:33
(Foto: Reprodução/TVB)

Novo ministro da Educação diz que universidades ensinam 'sexo sem limites'

'Eu, você, os nossos filhos, sobretudo, estão sofrendo esse tipo de pressão', diz pastor Milton Ribeiro

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O novo ministro da Educação, pastor Milton Ribeiro, aparece, em vídeo gravado durante culto, em 2018, defendendo que "as universidades" ensinam "prática totalmente sem limites do sexo". O pastor foi nomeado no final da tarde da última sexta-feira (10) e será o quatro a comandar o MEC na gestão do presidente Jair Bolsonaro.

Na gravação, o ministro diz: "O mundo foi perdendo a referência do que é certo e o que é errado em termos de conduta sexual. [...] Essa é a nossa sociedade, é isso que eles estão ensinando para nossos filhos na universidade. É um valor da nossa sociedade contemporânea. Eu, você, os nossos filhos, sobretudo, estão sofrendo esse tipo de pressão". 


O ministro é pastor da Igreja Presbiteriana e graduado em Teologia e Direito com mestrado em Direito e doutorado em Educação, segundo seu currículo na plataforma Lattes. É também membro do Conselho Deliberativo do Instituto Presbiteriano Mackenzie, mantenedora da Universidade Presbiteriana Mackenzie, da qual foi vice-reitor.

Em maio de 2019, ele foi nomeado por Bolsonaro para a Comissão de Ética Pública da Presidência da República (CEP). O órgão tem como função investigar ministros e servidores do governo, caso cometam alguma irregularidade. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas