'Novos baianos' dos e-sports: os jovens que abrem mercado na Bahia

salvador
13.12.2021, 06:30:00
Atualizado: 13.12.2021, 06:34:17

'Novos baianos' dos e-sports: os jovens que abrem mercado na Bahia

Ouça o podcast: games podem atrair milhões de reais para a Bahia; quem está liderando essa iniciativa?

Se você olha para os termos 'games' e e-sports como coisa de outro mundo, ainda distante do dia a dia, ou como algo que só os jovens dão valor, fique esperto: você está muito atrasado.

O 'restart' nessa mentalidade é algo urgente para a economia baiana. O mercado brasileiro de games já o terceiro em audiência no planeta, atrás apenas dos Estados Unidos e da China. Porém, ainda somos o 10º em faturamento – ou seja, ainda podemos crescer.

E tem espaço aqui na Bahia? Claro que sim. Jovens do nosso estado já estão consolidados nesse mercado. Mas será que você os conhece? Será que sabe até onde eles podem crescer e do que sentem mais falta na infraestrutura baiana?

No 29º episódio do podcast O Que a Bahia Quer Saber, vamos conhecer quem são esses 'novos baianos'. Sim, quem são as garotas e garotos que estão desbravando essas fronteiras e surfando na onda do crescimento dos games, que ganhou impulso em 2020.

Clique no player abaixo para ouvir o episódio do O Que a Bahia Quer Saber:

Para ouvir diretamente no Anchor, clique aqui.

Você também pode ouvir em outros aplicativos (veja abaixo)

E mais: até por conta do nosso contexto social, esses novos baianos podem nos ensinar muito sobre diversidade, oportunidade, empoderamento e justiça.

Como outras atividades 'online', o mercado de games explodiu durante a pandemia. Os números ainda não foram fechados, mas a previsão para 2021 é de que tenha movimentado quase 900 bilhões de reais em todo o mundo.

Uma garota de Pernambués que é uma celebridade no mundo do streaming (transmissões ao vivo). Um jovem empreendedor que sonha em inaugurar uma escola de games para jovens de várias origens sociais. Um casal que tem unido gamers de todo o Brasil.

O Brasil é apenas 13º país em termos de faturamento com games. Porém, já temos a terceira maior audiência, já somos o terceiro que mais consome jogos – só atrás dos Estados Unidos e da China. Ou seja, ainda podemos crescer mais!

Toda semana, você tem no podcast O Que a Bahia Quer Saber uma matéria especial em formato de áudio. Um mergulho em algum tema de relevância para o estado. Você poderá acessar os episódios aqui mesmo no site do Correio* no seu aplicativo favorito de podcasts: no Spotify, no Deezer, no Anchor, no Google Podcasts ou no Apple Podcasts.


Você também pode ouvir nos aplicativos de sua preferência:


Spotify:

Para ouvir diretamente no Spotify, clique aqui.


Apple Podcasts:

Para ouvir diretamente no Apple Podcasts, clique aqui.


Castbox:

Para ouvir diretamente no Castbox, clique aqui.


Deezer:


Para ouvir diretamente no Deezer, clique aqui.


Google Podcasts:


Para ouvir diretamente no Google Podcasts, clique aqui.


Outros aplicativos


Para ouvir no Stitcher, clique aqui.

Para ouvir no Pocket Casts, clique aqui.

Para ouvir no Breaker, clique aqui.

Para ouvir no Radio Public, clique aqui.


Mas... O que é "podcast"?

Podcast é um programa de áudio, igualzinho a um de rádio. A diferença é que você pode ouvir quando, como e onde quiser. Pode ser no celular, no computador ou na TV. Se quiser, você pode pausar, voltar, adiantar ou pular os trechos, se preferir.

Para ouvir, basta tocar no player acima. Ou, se preferir, basta clicar nos links para ouvi-lo no Spotify, no Deezer, no Apple Podcasts ou no Google Podcasts. Também é possível buscar os episódios diretamente nos aplicativos.

O Que a Bahia Quer Saber

O CORREIO produz podcasts desde 2017, quando iniciou o Bate-Pronto Podcast, sobre futebol baiano. Em 2020, lançamos o O Que a Bahia Quer Saber, podcast diário com notícias relevantes para o estado.

Em 2021, o O Que a Bahia Quer Saber volta com formato especial: a cada semana, o leitor (e ouvinte!) terá uma matéria especial, com o padrão do CORREIO de jornalismo, porém explorando toda a riqueza que o áudio pode trazer.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas