O que muda com a queda da Selic para quem investe?

tira-dúvidas finanças
28.10.2019, 05:00:00

O que muda com a queda da Selic para quem investe?


Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O que muda na rentabilidade dos investimentos com a queda da Selic? Rogério Pedreira

Olá Rogério. O mercado financeiro é movimentado pelo efeito individual de cada investidor manifestando sua vontade de investir ou resgatar, e esse movimento gera o efeito que observamos no dia a dia, principalmente na Bolsa de Valores, onde são negociados os títulos de renda variável, razão pela qual observamos diariamente nos noticiários os índices da bolsa subirem e descerem. Uma outra área no mercado financeiro são as operações de renda fixa, que têm a taxa Selic como principal indicador de performance. A partir da taxa básica de juros da economia constitui-se o CDI – Certificado de Depósitos Interbancários, índice responsável por remunerar as transações entre bancos. O Índice CDI é o indicador de remuneração da maioria dos produtos de renda fixa, e sua variação vai depender diretamente da taxa Selic. Portanto, à medida em que a taxa básica da economia aumente, o CDI acompanha e consequentemente os produtos de renda fixa também, ampliando  a remuneração ofertada, mas quando ocorre o contrário, ou seja, uma queda da Selic, o efeito também é inverso, o CDI diminui e a remuneração dos respectivos produtos também. Portanto, à medida em que a Selic diminua, como está acontecendo agora, os investimentos de renda fixa também reduzirão seus índices de remuneração, como por exemplo, os Títulos Públicos, o CDB, as Letra de Crédito, Fundos DI, dentre outros.


Como guardar dinheiro sendo ainda estudante? Matheus Felipe

Olá Matheus. Bom, de forma prática, para guardar dinheiro é preciso gastar menos do que ganha. Sendo estudante, acredito que ainda não esteja trabalhando, ou se estiver, está em um estágio e os ganhos são bem limitados. Revise suas prioridades e se ter uma independência financeira estiver entre elas, tenho certeza que irá se esforçar para economizar fazendo os sacrifícios que forem necessários. Quando começar a trabalhar e o salário aumentar um pouco, não mude na mesma proporção seu padrão de vida, vá ajustando aos poucos e guardando cada vez mais, claro que no limite da prudência, já que não estamos falando em se privar das coisas importantes da vida, como os gastos essenciais do dia a dia, como o lazer, dente outros. Falamos apenas que tenha disciplina e foco nos seus objetivos e tome as decisões que irão lhe ajudar a realizar seus projetos de forma agradável.


Qual a melhor estratégia para monitorar meus gastos? Marina Oliveira

Olá Marina. O grande desafio para se ter um planejamento financeiro eficiente não é necessariamente construir o plano, mas sim mantê-lo ativo durante essa longa jornada. É muito comum pessoas se empolgarem com a organização financeira e nos primeiros meses realizarem à risca todas as etapas do processo, mas chega em um determinado momento que as coisas começam a sair do controle, aí o desânimo bate e o processo vai se desfazendo. Para evitar que isso  aconteça, é preciso criar mecanismo práticos de monitoramento dos seus gastos, de forma que fique fácil o acesso às informações e que o lançamento dos dados seja feito de forma prática e rápida, podendo usar parte do seu tempo da semana para revisar e ajustar pequenos desvios. Essa etapa é a mais delicada mas também a mais importante, porque registrar bem todas as entradas e saídas de recursos é fundamental para o sucesso financeiro, é a forma de conhecer sua estrutura de gasto e interferir nos números se for necessário, com o objetivo de se manter dentro do planejamento. Existem vários instrumentos financeiros disponíveis para realizar esse tipo de controle, como aplicativos, planilha, sistemas, dentre outros, é importante que analise com o qual se identifica mais e passar a utilizar. Fazendo dessa forma, sentirá prazer em realizar essa tarefa e com o passar do tempo ela fará parte da sua rotina e nem perceberá que está tento atitudes financeiras positivas no seu dia a dia. 


Tem dúvidas de finanças pessoais? Envia um e-mail pra gente: carteiracorreio@redebahia.com.br

Edísio Freire escreve sobre economia popular toda segunda-feira

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas