Ônibus movido a GNV e biometano inicia fase de testes em Salvador

salvador
21.10.2020, 13:36:00
Atualizado: 21.10.2020, 13:37:04
(Camila Souza/GOVBA)

Ônibus movido a GNV e biometano inicia fase de testes em Salvador

A expectativa é que até a próxima segunda-feira (26) o ônibus faça o trajeto Aeroporto – Praia do Forte

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Começou a circular em Salvador o primeiro movido a gás natural veicular (GNV) e biometano. O veículo, que começou a fase de testes nesta quarta-feira (21), faz parte de uma ação experimental que envolve a Bahiagás, Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra) e a montadora Scania.

A expectativa é que até a próxima segunda-feira (26) o ônibus faça o trajeto Aeroporto – Praia do Forte. O deslocamento ocorrerá com hora marcada, sempre às 6h e 15h, e a tarifa será de R$ 8,10.

Segundo o secretário estadual de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti, essa fase de testes é fundamental para que a gestão estadual possa avaliar futuras licitações de transporte.

“Nós estamos fazendo esse período de teste por dois motivos, trazer uma redução do valor da tarifa para o usuário na futura licitação e poder ter uma transição para combustíveis ambientalmente mais corretos. É uma experiência para avaliar o custo desse veículo em comparação com o veículo movido a diesel”.

O ônibus em testes tem capacidade para 110 passageiros, possui ar-condicionado, plataforma elevatória e assento especial para deficientes visuais acompanhados de cão guia. Por conta da pandemia, a capacidade do veículo será reduzida.

Conforme avalia Luiz Gavazza, diretor-presidente da Bahiagás, os principais diferenciais desse tipo de veículo são a economia e impacto ambiental. “A economicidade é um elemento central já que estamos tratando de um combustível fóssil menos poluente, muito mais barato e com mesma capacidade energética que o diesel, principal combustível utilizado nos veículos pesados hoje em dia”.

Além disso, entre os benefícios desse modelo de transporte está a redução das emissões de gases de efeito estufa e óxido de nitrogênio, assim como a diminuição da poluição sonora nas grandes cidades, devido a baixa emissão de ruídos.

O gerente comercial da Scania, Igor Sotero, explica que o ônibus é 20% mais silencioso do que outros modelos do gênero. “Comparado com um veículo a diesel, este ônibus tem cerca de 20% a menos de custo por quilômetro rodado. Além disso, chega a 80% a menos de expurgação de materiais particulados e de dióxido nitroso”, pontuou.

Salvador é a primeira capital do Nordeste a receber o veículo, que já passou por São Paulo, Belo Horizonte, Curitiba e Rio de Janeiro. O próximo estado a testá-lo será o Paraná.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas