Ônibus param de circular em Sussuarana Velha após coletivo ser atacado por bandidos e incendiado

salvador
03.12.2019, 07:01:00
Atualizado: 03.12.2019, 09:03:34
(Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO)

Ônibus param de circular em Sussuarana Velha após coletivo ser atacado por bandidos e incendiado

De acordo com Sindicato dos Rodoviários, grupo armado ordenou que passageiros descessem

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Os ônibus pararam de circular na localidade de Sussuarana Velha, vizinha ao Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador, após um coletivo ser incendiado por grupo armado. O atentado ocorreu na noite desta segunda-feira (2), quando o veículo se preparava para entrar no final de linha do bairro.

Vice-presidente do Sindicato dos Rodoviários, Fábio Primo relatou ao CORREIO, na manhã desta terça-feira (3), que era por volta de 22h30 quando um "grupo de bandidos" parou o coletivo e ordenou que passageiros, motoristas e cobrador descessem. 

"Ninguém ficou ferido, por sorte. Mas os ônibus não estão circulando dentro, só vão até a entrada do bairro", se limitou a dizer, sem informar a linha do veículo atingido. Não há previsão para que os coletivos retomem o itinerário.




A Polícia Militar, em nota, informou que por volta das 22h30 de segunda-feira (2) a 48ª CIPM foi acionada por populares que havia um ônibus em chamas na Avenida Ulisses Guimarães, em Sussuarana, em frente a um posto de combustíveis. A guarnição acionou o corpo de bombeiros, que controlou o incêndio, e permaneceu no local.

"Policiais da 48ª CIPM e da Companhia Independente de Policiamento Tático/Rondesp Central intensificaram o policiamento no bairro de Sussuarana", disse a PM. 




***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas