Operação policial termina com cinco suspeitos mortos no São Gonçalo

salvador
18.08.2020, 21:20:55
Atualizado: 18.08.2020, 21:53:29

Operação policial termina com cinco suspeitos mortos no São Gonçalo

Ação que usou até cão farejador encontrou fuzis, metralhadoras e drogas enterrados

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Foto: Alberto Maraux/SSP

Cinco suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas no bairro do São Gonçalo, em Salvador, morreram durante uma operação policial que encontrou, em um esconderijo subterrâneo, fuzis, metralhadoras e drogas na tarde desta terça-feira (18).

Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP), equipes do Comando de Policiamento Especializado (CPE) da PM e do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) faziam acompanhamento de integrantes da quadrilha e, durante uma ação de inteligência, cerca de 15 criminosos foram flagrados na Baixinha de Santo Antônio.

O local foi cercado, mas, segundo a SSP, o grupo não obedeceu à voz de prisão e reagiu atirando. 

Cinco suspeitos acabaram feridos e foram socorridos, mas não resistiram aos ferimentos. “Infelizmente os integrantes da quadrilha preferiram confrontar as nossas equipes. A resposta foi proporcional e dentro da legalidade”, declarou o comandante do CPE, coronel Sérgio Freire. 

Investigação e apreensões
No local, com a utilização do cão farejador Ajax (raça Pastor Alemão), do Batalhão de Choque, foram localizados além dos fuzis, metralhadoras e drogas enterrados, outros materiais ilegais como espingardas sem registro. 

Foto: Alberto Maraux/SSP

Ainda de acordo com a SSP, os suspeitos de tráfico também eram envolvidos com roubos a bancos e homicídios.

O Draco, através da Coordenação de Repressão a Crimes contra Instituições Financeiras e Extorsão Mediante Sequestro, investigava o grupo desde fevereiro de 2019, quando houve a tentativa de roubo de uma agência da Caixa Econômica Federal, no Edifício 2 de Julho, na Avenida Paralela.

“Eles também atacaram uma agência no bairro de Castelo Branco, na capital, no mês de maio deste ano”, informou o diretor do Draco, delegado Marcelo Sansão. 

Acrescentou que outros integrantes da organização criminosa continuam sendo procurados. "Trabalhamos de forma silenciosa", completou o delegado.

Participaram da operação equipes do CPE (Batalhão de Choque, Graer, Operações Gêmeos e Apolo) e do Draco.

Operação em Camaçari teve quatro mortos
Na tarde dessa segunda (17), quatro integrantes de uma facção envolvida com tráfico de drogas, homicídios, roubos e porte ilegal de arma de fogo morreram em Monte Gordo, localidade de Camaçari, Região Metropolitana de Salvador, durante confronto com policiais da 59ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Vila de Abrantes). Além dos mortos, que não tiveram as identidades divulgadas, a ação terminou com um preso, de acordo com informações da SSP.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas