Pabllo Vittar chora ao ‘revisitar’ casa da infância: ‘humilde, mas nunca faltou amor’

em alta
27.06.2021, 20:30:00
(Foto: Reprodução/TV Globo)

Pabllo Vittar chora ao ‘revisitar’ casa da infância: ‘humilde, mas nunca faltou amor’

Em programa de Huck, cantora surpreendeu apresentador ao revelar que morou em assentamento do MST

Às vésperas do Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, celebrado nessa segunda-feira (28), o Caldeirão do Huck (TV Globo) fez uma homenagem à cantora Pabllo Vittar.

Sem saber do que a esperava, ela chegou ao palco do programa desmontada (sem a caracterização de drag queen) e só durante o papo com Luciano Huck soube que estava no quadro Visitando o Passado, que leva os convidados à reprodução da casa em que viveram na infância - o quadro usa relatos de familiares para reconstituir o espaço.

Ao abrir a porta e encontrar a réplica da casa em que morou com a mãe, Verônica, e as duas irmãs, Phamella e Polyanna, durante dez anos, Pabllo não segurou as lágrimas. Ela observou os detalhes dos ambientes que foram reconstruídos no estúdio, e se aproximou de porta-retratos com fotos da infância.

"Gente, está muito igual! Que doido!", comentou Pabllo chorando. Cada item da casa, como o chão vermelho e a escada, fez a artista se emocionar mais e reviver o período de dez anos que viveu na cidade Santa Izabel do Pará, no Pará, onde ficava a casa que foi reconstruída.

"Nossa história, meu amor", disse Dona Verônica ao entrar no ambiente e fazer Pabllo ir aos prantos.

(Foto: Reprodução/TV Globo)
(Foto: Reprodução/TV Globo)

Natural de Santa Inês, no Maranhão, Phabullo Rodrigues, a Pabllo, se mudou com a mãe e as irmãs para o Pará com dois anos de idade. Elas viveram lá até quando a artista tinha 13 anos, e já sonhava com a carreira na música.

Emocionada, Pabllo falou ainda sobre o acolhimento que sempre teve em casa e de como isso fez diferença em sua trajetória de vida.

"Por mais que essa casa seja humilde e simples, nunca faltou amor. Sempre rimos e era muito divertido. Óbvio que nem tudo eram flores, mas a gente sempre se ajudou. Dou graças a Deus por ter minha mãe e minhas irmãs comigo, não sei o que seria de mim sem elas", agradeceu a cantora.

"O maior orgulho que eu tenho na vida é ser a mãe delas", completou Dona Verônica.

Assentamento por dois anos
Pabllo Vittar ainda surpreendeu Luciano Huck ao revelar que viveu em assentamento do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). 

O assunto surgiu quando a matriarca da família, Verônica, lembrou que enfrentou dificuldades para continuar pagando o aluguel. "Surgiu uma invasão, nós fomos para essa invasão", recordou.

Huck, então, ficou curioso para saber o local, e Pabllo explicou que elas passaram a morar em um assentamento em Uberlândia (MG). "Do MST?", questionou o apresentador.

"Te juro por tudo", confirmou a drag queen, diante da incredulidade do comunicador. "Minha mãe levava a gente nos movimentos."

Foram cerca de dois anos no assentamento, numa casa construída pela própria família. "Essa casa, de lona, fomos arrumando um pouquinho aqui, um pouquinho ali, e se tornou um prédio, um palácio, toda de tijolo, toda bem organizada", contou Verônica.

O anfitrião quis saber se as convidadas bateram a laje da construção, e elas confirmaram. "Quando eu entrei no 'Amor & Sexo', já tinha gravado meu primeiro clipe, em 2015, eu morava lá no assentamento, que eu amava, porque estava com elas", lembrou a cantora. Com informações do Gshow e do Yahoo!

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas