Paciente que teve rim entregue em saco plástico aos familiares recebe alta médica

salvador
04.08.2022, 21:12:03
(Foto: acervo pessoal)

Paciente que teve rim entregue em saco plástico aos familiares recebe alta médica

Jovem estava internado desde 22 de julho; recuperação de procedimento cirurgico seguirá em casa

O homem que teve o rim entregue dentro de um saco plástico aos familiares, no Hospital Menandro de Faria (HGMF), em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador, teve alta médica nesta quinta-feira (4), depois de ficar 14 dias internado.

De acordo com Andreza Andrade, esposa de Jeferson Oliveira Bispo, ele está bem e seguirá a recuperação da cirurgia em casa. No dia 22 de julho, o entregador por aplicativo passou pelo procedimento para remover um dos rins após ser baleado.

No dia 26 de julho, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) reconheceu que houve falha no fluxo de atendimento e afirmou que seria realizada uma biópsia no órgão, que foi devolvido ao hospital para o procedimento. Mas segundo a esposa do rapaz, o resultado ainda não saiu. 

Relembre o caso
Jeferson foi baleado enquanto trabalhava como motorista de aplicativo no dia 22 de julho, em Lauro de Freitas, Região Metropolitana de Salvador (RMS) e socorrido por moradores para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas por causa da gravidade do ferimento, Jeferson foi transferido para o Hospital Menandro de Faria, onde passou por uma cirurgia que removeu o seu rim. 

Enquanto esperava boas notícias do estado clínico do rapaz, a família recebeu o rim de Jeferson dentro de um saco plástico, para levar à biópsia, no dia 23 de julho. Sem mais orientações, a esposa, Andreza, e o pai, Luciano Bispo, contaram que o Hospital Geral Menandro de Faria (HGMF) deu prazo de dois dias para entrega do resultado, enquanto o paciente ainda se encontrava na UTI.

“Nem dormir direito a gente consegue. A maior preocupação era a saúde dele, é o que a gente espera de melhor. Mas quando se depara com uma situação dessa, a gente fica sem chão. Meu filho foi tratado como nada”, lamentou Luciano na ocasião.

Falha 
Um dia após admitir que houve falha no fluxo de atendimento, a Sesab exonerou o diretor geral da unidade. A saída de Ramon Nelson Bezerra de Lima Souza foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) e o diretor Vicente Miranda Borges acumulou o cargo de diretor geral virando responsável pela unidade, ao menos provisoriamente.

Em nota, o presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb), Otávio Marambaia, classificou o episódio como "uma situação precária, danosa e constrangedora para o paciente". 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas