Paraísos turísticos da Bahia, Trancoso e Arraial D'Ajuda são atingidos por óleo

minha bahia
31.10.2019, 19:00:00
Atualizado: 31.10.2019, 19:23:30
Praia da Pitinga, em Arraial D'Ajuda (Divulgação/Prefeitura de Porto Seguro)

Paraísos turísticos da Bahia, Trancoso e Arraial D'Ajuda são atingidos por óleo

Localidades de Porto Seguro registraram manchas nesta quinta (31)

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Dois dos principais destinos turísticos do Litoral Sul da Bahia, as localidades de Arraial D’Ajuda e Trancoso, em Porto Seguro, também foram atingido pelas manchas de óleo que se espalham pelo costa nordestina.

A chegada do resíduo foi confirmada pela Defesa Civil do Estado e pela Secretaria do Meio Ambiente de Porto Seguro. Até o momento, são 27 cidades baianas já foram afetadas pelo petróleo cru, que também foi encontrado nesta quinta em Corumbau, no Banco de Abrolhos, no Litoral Sul, e Arembepe, localidade de Camaçari, no Litoral Norte.

Segundo o secretário do Meio Ambiente do município, Samuel Reis, as praias de Taípe e Mucugê, em Arraial D’Ajuda, receberam o óleo nesta quinta-feira (31). A última foi a que registrou a maior quantidade de resíduos, foram cerca de 200 Kg retirados da localidade.

O G1 Bahia aponta que a praia de Pitinga também teria sido atingida, entretanto a secretaria de Meio Ambiente não confirma a informação. Em Trancoso, a praia de Itapororoca recebeu fragmentos do óleo.

Reis informa ainda que as praias foram limpas por voluntários e agentes de limpeza do município. O secretário informa que o município está de prontidão desde o início do desastre no Nordeste. “Agimos de forma imediata”, afirmou.

Até o momento, o ponto mais ao sul com registro da mancha de óleo confirmado pela Defesa Civil do Estado é Prado, na localidade de Corumbau. A localidade fica dentro do Banco de Abrolhos, um grande reservatório de biodiversidade.

Em Prado, a comunidade teve pronta resposta e já limpou a praia. Restam apenas uma pequena quantidade dos fragmentos.

Na vizinha Cumuruxatiba, a população e agentes de limpeza também estão mobilizados para responder de forma rápida a chegada do óleo. Ambas localidades ficam em Prado. A prefeitura municipal adquiriu alguns Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). O apetrecho também foi doado pela Marinha, ONGs e parceiros da prefeitura.

*Com orientação da chefe de reportagem Perla Ribeiro.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas