Parlamento russo aprova que Putin fique no poder além de 2024

mundo
11.03.2020, 10:57:32
Atualizado: 11.03.2020, 11:24:22
(AFP)

Parlamento russo aprova que Putin fique no poder além de 2024

Reforma inclui uma série de emendas e será submetida a um plebiscito em 22 de abril

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Parlamento da Rússia aprovou uma abrangente reforma constitucional nesta quarta-feira, permitindo que o presidente Vladimir Putin permaneça no poder por mais 12 anos depois que seu mandato atual chegar ao fim, em 2024.

A Duma, câmara baixa do Parlamento controlada pelo Kremlin, aprovou a reforma por 383 votos a zero, com 43 abstenções.

A reforma, que inclui uma série de emendas, será submetida a um plebiscito em 22 de abril.

Putin, um ex-agente da KGB de 67 anos, comanda a Rússia há mais de 20 anos. Após cumprir dois mandatos consecutivos de quatro anos - um limite previsto na atual versão da Constituição -, Putin assumiu o cargo de primeiro-ministro em 2008 e seu aliado próximo Dmitry Medvedev ficou com a presidência.

A duração do mandato foi ampliada para seis anos durante o governo de Medvedev e, em 2012, Putin voltou ao Kremlin como presidente. Em 2018, Putin foi reeleito por mais seis anos. Fonte: Associated Press.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas