Patrimônios Culturais: conheça 5 pós pandemia

estúdio correio
02.12.2021, 06:00:00
Pessoas caminhando perto de escadas (Foto: Oleg Magni/Pexels)

Patrimônios Culturais: conheça 5 pós pandemia

Reconhecidos pela UNESCO, locais espalhados de Norte a sul do país são considerados importantes para a história da humanidade

Que o Brasil possui vários dos cenários mais deslumbrantes do mundo, não é novidade para ninguém.

Mas você sabia que somos o país da América do Sul com a maior concentração de patrimônios históricos e culturais da humanidade registrados pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO)?

A lista é reconhecida mundialmente e ao todo, 22 de nossos locais são considerados de fundamental importância para toda a humanidade, distribuídos em estados de Norte a Sul:

  • Rio de Janeiro - RJ
  • Sítio arqueológico do Cais do Valongo - RJ
  • Ouro Preto - MG
  • Santuário do Bom Jesus de Matosinhos - MG
  • Centro histórico de Diamantina- MG
  • Conjunto arquitetônico da Pampulha - MG
  • Centro histórico de Olinda - PE
  • Ruínas de São Miguel das Missões - RS
  • Centro histórico de Salvador - BA
  • Brasília - DF
  • Parque Nacional da Serra da Capivara - PI
  • Centro histórico de São Luís - MA
  • Centro histórico da Cidade de Goiás - GO
  • Praça São Francisco - SE

Pensando no período pós pandemia e na retomada aos poucos do turismo pelas cidades, hoje apresentamos com mais detalhes, 5 destes Patrimônios Culturais para conhecer. Além de serem lugares com vistas inesquecíveis, trazem reflexões sobre toda a história do país.

  1. Rio de Janeiro

Todo o conjunto urbano e natural formado pelas paisagens do Rio de Janeiro entraram para a lista de patrimônio histórico do Brasil, desde 2012. O local tombado pela Unesco inicia na maior floresta urbana do mundo, o Parque Nacional da Tijuca e chega ao oceano, cercado pelos pontos turísticos como o Pão de Açúcar, o Cristo Redentor e o Morro da Urca.

A decisão de incluir as paisagens cariocas na lista de Patrimônio da Humanidade foi devido ao fato de que o Rio de Janeiro é uma das cidades mais citadas na arte brasileira como um todo.

Devido a facilidade de acesso por vários locais do país, por trechos terrestres, como passagens São Paulo - Rio e acessos aéreos devido aos dois aeroportos disponíveis na cidade, o local é muito visitado por turistas de todos os estados.

  1.  Sítio arqueológico Cais do Valongo

Também no estado do Rio de Janeiro e um dos mais recentes nomes da lista, é o Cais do Valongo, tombado em 2017.

O local foi o principal porto de chegada de pessoas escravizadas ao Brasil. Estima-se que até o século XIX, desembarcaram por ali mais de 900 mil africanos que foram distribuídos por toda a América do Sul.

Assim como o campo de concentração de Auschwitz, o Cais do Valongo foi tombado pela Unesco devido aos eventos traumáticos para a humanidade que aconteceram no local.

  1. Ouro Preto

Não são apenas paisagens, monumentos e edifícios que entram para a lista da Unesco. Ouro Preto, por exemplo, foi a primeira representante brasileira a compor a lista como patrimônio cultural da humanidade.

No coração de Minas Gerais, a antiga Vila Rica foi tombada na década de 1980 devido a sua excelente conservação, fiel às características desde a sua fundação no século XVII. O centro histórico da cidade guarda importantes registros do ciclo do ouro e do período colonial no país.

Um dos pontos turísticos de Ouro Preto retrata bem esta história, os museus Casa dos Contos e da Inconfidência, guardam um vasto acervo e podem ser acessados com os guias locais, especialistas em  todo o conteúdo sobre o período e o local.

Além dos itens guardados nos museus, outras raridades bem conservadas podem ser vistas por toda Ouro Preto, como a Igreja de Nossa Senhora do Pilar, que em seu interior é decorado com mais de 400 kg de puro ouro.

  1. Santuário do Senhor Bom Jesus de Matosinhos

Ainda em Minas Gerais (estado brasileiro com maior número de patrimônios históricos do Brasil), mais uma cidade compõe a lista da Unesco: o complexo do Santuário do Senhor Bom Jesus de Matosinhos, a 80 km de Belo Horizonte, em Congonhas.

O artista Aleijadinho contribui com o cenário externo do santuário, com 12 estátuas dos profetas católicos, esculpidos em pedra-sabão e que ficam em torno da ampla escadaria até a entrada da igreja.

Já o interior do santuário é inspirado por completo estilo rococó italiano, com capelas similares a via-crúcis.

  1. Centro histórico de Diamantina

Casarões imensos e ruas de pedra, todos construídos ainda no período colonial. A paisagem preservada fez de Diamantina mais uma cidade mineira listada como patrimônio histórico do Brasil. Além de importantes edifícios históricos, é a cidade natal de personalidades brasileiras importantes, como Chica da Silva e o ex-presidente Juscelino Kubitschek

Diamantina agrada não só os turistas apaixonados por história, como também aqueles que preferem atividades ao ar livre e vislumbrar paisagens naturais, como cachoeiras. Da Igreja de São Francisco de Assis e Catedral Metropolitana de Santo Antônio da Sé até as trilhas para o Parque Estadual do Biribiri, vale a pena conhecer as belezas deste município tão importante para a história do país.

Este conteúdo não reflete, nem total e nem parcialmente, a opinião do Jornal Correio e é de inteira responsabilidade do autor.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas