Pé no freio ou no acelerador? Veja dicas do que fazer às vésperas do Enem

enem
17.11.2021, 06:00:00
A estudante Manuela Daidone já diminuiu o ritmo de estudos (Foto: Arquivo pessoal)

Pé no freio ou no acelerador? Veja dicas do que fazer às vésperas do Enem

Especialistas ressaltam que, além do estudo, não dá para esquecer de dormir bem e de cuidar do lado emocional

O momento mais esperado pelos estudantes que querem ingressar no ensino superior está chegando. O primeiro dia da versão impressa e digital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é nesse domingo (21). Mas a quatro dias da prova, será que ainda dá para absorver conteúdos? O ideal é revisar ou fazer exercícios? Apesar do prazo curto para a prova, não é hora para desespero e nem exagero nos estudos. É para desacelerar!

Manuela Daidone, 18 anos, é aluna do Colégio Oficina e vai fazer o Enem este ano buscando o curso de Medicina. Ela optou por diminuir o ritmo de estudo nesta semana para driblar o nervosismo e a ansiedade. “Confesso que estou nervosa, então, agora eu diminuí o meu ritmo. Vou resolver questões porque acho que parar não é o ideal, mas minha rotina vai ser mais tranquila. Vou também assistir a filmes que eu possa usar para repertório na redação porque é uma maneira mais leve de estudar e nada de ficar até de madrugada. 

Segundo Kátia Vasconcelos, pedagoga e diretora do Colégio Bernoulli, unidade Pituba, Manuela fez uma boa escolha. Ela diz que controlar a ansiedade agora é muito importante e que, para isso, é preciso saber equilibrar as coisas. Ficar estudando até de madrugada não vai ajudar. Os alunos podem revisar assuntos que acreditem ser necessários, mas não é ideal aprender algo do zero porque não vão conseguir uma resposta tão positiva”, orienta. 

O diretor executivo das Unidades Escolares do Bernoulli Educação, Marcos Raggazzi, completa que é hora de resolver questões, fazer simulados e provas de edições passadas. Para a revisão dos conteúdos, a dica é priorizar. “Se o aluno ainda tem muito conteúdo para estudar, é importante que ele faça um planejamento e revise os conteúdos que são os mais recorrentes na prova do Enem”. 

Bernardo Queiroz, 18 anos, está focado na resolução de questões. Ele é estudante do Colégio São Paulo e vai fazer o Enem este ano para cursar Engenharia Civil. ““Durante o ano, eu não deixei o assunto acumular, então, nessa reta final, estou assistindo às aulas e resolvendo exercícios. O que era para ser aprendido já foi”. Ele também conta que não quer exagerar nos estudos e revela preocupação com as horas de sono. “Eu busco administrar o meu tempo, não fico até tarde porque não quero ficar fissurado nos estudos para não acabar mais nervoso. Durmo por volta das 10h e acordo às 6h, tentando sempre completar as 8h de sono”, diz. 

Bernardo Queiroz está focado na resolução de questões (Foto: Divulgação/Colégio São Paulo)

O professor de História do Colégio Antonio Vieira Carlos Nazaré também defende a realização de simulados e provas de edições anteriores nessa reta final. “O foco agora deve ser na parte prática, ou seja, resolução de exercícios, porque o tempo é muito curto para a parte teórica, é muito difícil que o aluno absorva o que não aprendeu ao longo do ano. Quanto mais exercícios, melhor, e sempre com foco no que mais cai na prova”, aconselha. 

Para a preparação da redação, o professor do Montessoriano Josimar Mota afirma que o importante é revisar regras e buscar dicas importantes. “O momento é de rever a estrutura do texto, buscar repertórios coringas, revisar as situações que levem à nota zero e revisar as cinco competências específicas que o Enem usa para corrigir a redação. A estrutura é aquilo de introdução, desenvolvimento e conclusão, mas é importante relembrar o que precisa estar em cada uma dessas partes e em cada um dos parágrafos”, opina. 

Preparo psicológico
Maria Fernanda Aras, 18 anos, é aluna do Colégio Anchieta e vai fazer o Enem para cursar Direito. Ela já fez uma redação esta semana e agora vai focar na busca por repertórios coringas. Além disso, ela criou estratégias para equilibrar revisão de conteúdo e preparação emocional. “Estou focando na parte emocional, tentando relaxar mais, fazer uma preparação leve, acreditando em tudo que já fiz durante o ano. Estou essa semana olhando os resumos que fiz ao longo do ano, revisando os assuntos que eu costumo errar e também os assuntos que mais caem nas provas”, conta. 

Maria Fernanda Aras está focada em trabalhar a parte emocional (Foto: Divulgação/Colégio Anchieta)

A psicóloga Priscila Pardo, membro da Federação Brasileira de Terapias Cognitivas (FBTC), ressalta que o fator psicológico pode ser determinante para indicar quem vai ter um bom desempenho e quem não vai. A mente afeta o corpo, gerando ansiedade e sintomas físicos que podem atrapalhar bastante na hora da prova. “Para esta semana, é momento de buscar estratégias para relaxar, se desligar, porque o conteúdo que tinha que ser absorvido já foi. Pode ser ir para a praia, meditar, estar com a família ou com os amigos”, recomenda Priscila. 

O psicólogo social e clínico Ricardo Moura completa que a ansiedade desestrutura o candidato e dá algumas dicas para driblá-la. “Uma coisa que pode aliviar isso na véspera da prova é já deixar tudo preparado, como a roupa, a sacola, e também visitar o local de prova para já saber o caminho, identificar onde é. Quando a ansiedade bater, é importante trabalhar a respiração, existem diversos exercícios na internet e também vídeos e áudios de meditação guiada que vão trazer o aluno para o presente e prepará-lo para aquele acontecimento intenso”, orienta.

Moura também destaca a importância da atividade física, do cuidado com o sono e dos momentos de lazer para o dia que antecede a prova. “A atividade física é fundamental para liberar endorfina e melhorar o foco e concentração. É fundamental cuidar do sono, não ficar acordado até tarde para poder ter disposição para o dia seguinte. Pegue leve e priorize o lazer”, finaliza o psicólogo.

Manuela Daidone já sabe o que vai fazer no sábado. Os livros vão ficar de lado. “Não vou estudar para não despertar a ansiedade. Vou ficar mais tranquila, distrair a cabeça. Se precisar, tanto para o sábado quanto para o domingo, aprendi algumas técnicas de respiração, sei que é bom fechar os olhos e respirar fundo. Também funciona para mim os óleos essenciais e escutar música”.

Maria Fernanda Aras também vai parar os estudos na sexta. “No sábado eu vou sair com a minha família, com o meu namorado e descansar, dormir cedo”, conta. Bernardo Queiroz também tem programação com a família. “Eu pretendo ficar com a minha família, fazer uma programação leve, comer algo que eu goste e descansar”, diz. 

Orientações para os dias de prova

Primeiro dia

Prova: 90 questões objetivas, sendo 45 questões das disciplinas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e outras 45 questões das disciplinas de Ciências Humanas e suas Tecnologias, além da redação dissertativa-argumentativa. 
Abertura dos portões: 12 horas (horário de Brasília) 
Fechamento dos portões: 13h (horário de Brasília)
Duração da prova: 5 horas e 30 minutos - das 13 horas e 30 minutos às 19 horas. (Quem quiser levar o caderno de questões para casa deve sair da sala a partir das 18h30)

Segundo dia

Prova: 90 questões de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias, tendo cada uma das áreas 45 questões objetivas.
Abertura dos portões: 12 horas (horário de Brasília) 
Fechamento dos portões: 13h (horário de Brasília)
Duração da prova: 5 horas - das 13 horas e 30 minutos às 18 horas e 30 minutos.(Quem quiser levar o caderno de questões para casa deve sair da sala a partir das 18h)
 
Além do documento oficial de identificação com foto e da caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente, a máscara de proteção facial é item obrigatório.

10 dicas para a hora da prova:

  1. Chegue com antecedência para que possa encontrar sua sala de prova, encher a garrafinha, ir ao banheiro, enfim, se preparar melhor para começar a realizar a prova do Enem.
  2. Lembre de não levar objetos metálicos no bolso pois você deverá passar por detectores de metal ao ir ao banheiro
  3. Não esqueça de desligar o celular antes de colocar na embalagem que será entregue pelo aplicador da prova
  4. É importante saber quais áreas da prova terão mais peso na composição da nota para o curso que você deseja. Na hora da prova, dê mais atenção a elas
  5. Lembre-se que é importante dedicar cerca de 1h para elaborar o rascunho e passar a limpo a redação. Ela geralmente tem bastante peso na nota, então pode ser melhor fazê-la primeiro, com a cabeça mais ‘fresca’
  6. Fique atento a todos os detalhes das questões, principalmente a fonte e a data dos textos, que podem dar dicas ou até mesmo as respostas
  7. Resolva as questões mais fáceis primeiro, com textos mais objetivos o mais rápido possível, e deixe o tempo que sobrar para as questões mais difíceis, mais trabalhosas
  8. As questões se dividem entre texto, comando e alternativas. Comece a leitura pelo comando, identificando o que a questão quer do candidato, porque só com isso pode ser possível responder a questão e evitar uma leitura desnecessária de texto
  9. Ao resolver a questão, vá eliminando as alternativas aos poucos. As questões costumam ter uma ou duas alternativas sem muito sentido e também alternativas verdadeiras, mas que não respondem ao que o enunciado pergunta. Lembre-se de estar respondendo ao que a prova está te perguntando
  10. Não deixe questões em branco e tente, ao máximo, não fazer chutes

Na editoria Revisão Enem do CORREIO, no link https://www.correio24horas.com.br/revisao/, você encontra matérias especiais, informações sobre o Enem e dicas de preparação, de realização da prova e de aplicação para o Sisu. 

Confira os aulões gratuitos que acontecem antes do Enem

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) realiza, até o dia 26 de novembro, a maratona de aulões do Enem 2021, na página do YouTube do EMITec, no canal TV Educa Bahia e na página da Rede Enem. A ação, realizada em parceria com a Rede Enem, integra aulões das disciplinas das quatro áreas de conhecimento e de Redação. 

As aulas acontecem às segundas, quartas e sextas, às 17h. Para acompanhar os aulões, ao vivo, é preciso realizar a inscrição por meio do link: https://bityli.com/rlYcGB. Os links para baixar e-Books e fazer simulados estão no endereço https://cursoenemgratuito.com.br/bahia/. O conteúdo também fica salvo no canal do YouTube. 

O projeto IngreSSAr, promovido pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), vai promover um aulão de revisão na sexta-feira (19), das 9h às 17h, no Espaço Moriah Hall (ao lado da FTC), na Paralela. A atividade é gratuita e, para participar, basta fazer a inscrição no site ingressar.salvador.ba.gov.br. Até a quinta-feira (18), as aulas de preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e o vestibular têm transmissão às 7h30 e reprise às 13h, na Band Bahia, canal 7.2 da TV aberta, ou no próprio site do programa.
 
No próximo sábado (20) a Unijorge vai promover a 4ª edição do Missão Enem, um mega aulão gratuito de revisão com uma equipe de professores das principais escolas do ensino médio de Salvador, que vão tirar dúvidas e dar dicas para a prova. O evento será realizado das 8h às 13h30, no auditório Zélia Gattai, na Unijorge campus Paralela, nos formatos presencial e on-line. Ainda estão disponíveis as inscrições para assistir a transmissão on-line, que ocorrerá de forma simultânea, ao vivo.  Os interessados podem realizar a inscrição no site: https://transformauj.com.br/circuitoenem.
 
Para ajudar os estudantes na reta final de preparação, o Diretor Executivo Pedagógico das Unidades Escolares do Bernoulli Educação, o professor Marcos Raggazzi, vai compartilhar informações e dicas importantes para os estudantes se darem bem no exame em duas lives. O encontro virtual terá a participação do Coordenador do Pré-vestibular Edmundo Castilho Filho. A live é gratuita e vai acontecer nesta quinta-feira (18), às 19h50. A live vai ser transmitida pelo canal do Youtube do Bernoulli e vai abordar estratégias de prova, técnicas de relaxamento e de atitude mental, além de dicas sobre o que revisar na semana entre as provas.  
 

*Com orientação da chefe de reportagem Perla Ribeiro

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas