Pelourinho terá um novo espaço para shows e espetáculos

agenda bahia
03.12.2010, 10:35:00
Atualizado: 29.06.2018, 16:06:24

Pelourinho terá um novo espaço para shows e espetáculos

Palco será instalado entre a Praça do Reggae e a igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos

Mais importante atração turística de Salvador, o Pelourinho vai ganhar um Palco Articulado ainda no primeiro semestre do ano que vem para servir de referência aos shows e outras manifestações culturais realizados na área tombada pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) como patrimônio da humanidade.


Antônio Carlos Tramm falou que o governo baiano oferece uma série de incentivos

“O palco significa a convivência do passado com o moderno porque não afeta o patrimônio histórico e o meio ambiente”, disse o secretário estadual do Turismo, Antonio Carlos Tramm, durante palestra realizada na manhã de ontem, no auditório da Fieb (Federação das Indústrias do Estado da Bahia), no quarto e último seminário do Agenda Bahia.

Projetado pelo arquiteto Pascoalino Magnavita, o palco será instalado entre a Praça do Reggae e a igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos. Segundo o secretário, o edital de licitação para a construção do palco deverá ser publicado em janeiro.

Sua estrutura terá uma plataforma retrátil, construída em um vão livre de 14 metros, balanços de 20 metros e uma carga de 500 toneladas nas extremidades.  “Este palco vai ter um pleno uso. Além de abrigar shows e afins, a ideia é que nele funcione um cinema cultural, assim como cursos. Com isso, vamos valorizar o patrimônio antigo, agregando modernidade”, disse Antonio Carlos Tramm.

Depois de citar números apontando o crescimento do turismo da Bahia nos últimos anos, o secretário informou que a Feira de São Joaquim, a mais conhecida de Salvador, será revitalizada em 2011. As obras serão realizadas em seis etapas e preveem investimentos de R$ 36 milhões, incluindo os aportes do governo estadual e do Ministério do Turismo. “Salvador precisa se modernizar para a Copa e a Feira de São Joaquim faz parte da nossa história”, afirmou Tramm.

Famosa por suas praias, festas populares e terreiros de candomblé, a Bahia tem feito parcerias para ampliar a oferta turística no estado. Um desses acordos criou a Rota do Vinho, projeto que envolve municípios da Bahia e de Pernambuco. “O roteiro oferece aos visitantes um passeio pela região do Vale do São Francisco que é rica em gastronomia, artesanato e, claro, produz ótimos vinhos”, disse o secretário.

Ainda citando a diversificação turística, Antonio Carlos Tramm disse que o processo de beatificação de Irmã Dulce vai elevar o número de visitantes interessados em conhecer as obras sociais da religiosa. “Desde o início do processo (de beatificação), o fluxo de turistas já aumentou 15%. A tendência é que este percentual cresça porque o brasileiro é muito religioso.” O Memorial Irmã Dulce recebe cerca de 35 mil visitantes por ano, a maioria de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Ceará.

Antonio Carlos Tramm falou também que o governo baiano está oferecendo uma série de incentivos fiscais, que vão da redução à isenção da alíquota do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) para impulsionar o turismo náutico.

O secretário lembrou que o setor terá à disposição US$ 90 milhões do Prodetur (Programa de Desenvolvimento do Turismo) para obras de infraestrutura na Baía de Todos os Santos. Segundo Tramm, os recursos serão investidos na implantação de píeres, atracadouros, marinas e na construção de uma estrada. “Estamos investindo em várias frentes porque o turismo é uma grande vocação da Bahia”, concluiu Tramm.

*Especial para o CORREIO