PF investiga megaesquema de grilagem na região Oeste da Bahia

satélite
11.05.2019, 08:42:00
Atualizado: 11.05.2019, 13:52:51

PF investiga megaesquema de grilagem na região Oeste da Bahia

por Jairo Costa Jr. e Luan Santos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A Polícia Federal (PF) abriu investigações para apurar indícios de um megaesquema de grilagem na região Oeste do estado, com foco no rumoroso caso envolvendo a posse de 366 mil hectares de terras em Formosa do Rio Preto. Fontes com acesso ao inquérito relataram à Satélite que a PF entrou em campo após solicitações feitas pela Comissão de Agricultura e Pecuária da Câmara dos Deputados e pela Procuradoria-Geral da União (PGU), já que há juízes e desembargadores implicados nas fraudes relacionadas a propriedades  situadas no coração do agronegócio baiano. A investigação tem origem no que é conhecido pelos corredores do Incra como o maior processo de grilagem que já se teve conhecimento na história do país. No início de março, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) anulou, por 12 votos a um, a portaria do Tribunal de Justiça da Bahia que entregava a apenas um homem, José Valter Dias, a posse sobre a área equivalente a cinco vezes o tamanho de Salvador. Ex-borracheiro, Dias alega ser o verdadeiro dono das terras ocupadas por mais de 300 agricultores que migraram do Paraná para o Oeste da Bahia.

Cerca Lourenço
Em outro flanco, o desembargador Salomão Resedá, corregedor das comarcas do interior no TJ, determinou em 30 de abril uma devassa no Cartório do Registro de Imóveis e Hipotecas, Títulos e Documentos Civis de Formosa do Rio Preto. Na portaria, Resedá ordenou que os arquivos e documentos do órgão ficassem disponíveis em lugar de fácil acesso para ele e integrantes de sua equipe nos dias 2 e 3 de maio. Pouco antes, o delegatário do cartório investigado por supostas irregularidades, Davidson Dias de Araújo, havia sido punido com 90 dias de suspensão. Ao mesmo tempo, o CNJ exige que a Corregedoria-Geral do TJ preste esclarecimento sobre as denúncias de grilagem de terras que respingam em servidores do Judiciário e do Incra, além de magistrados da Corte.

Passagem de arado
O cerco da PF e do CNJ sobre o caso dos 366 mil hectares do Oeste  foi alavancado também por um relatório elaborado pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). No documento, constam indícios de movimentação atípica da ordem de R$ 5 milhões, por meio de transações bancárias que entraram no radar dos investigadores por causa dos nomes citados pelo Coaf.

Asa quebrada
Representantes  do trade turístico  projetam para maio uma queda de  20% no fluxo de passageiros no aeroporto, no comparativo com o mesmo período de 2018. O cálculo se baseia no balanço de abril, que apresentou redução de 9,3% na quantidade de pessoas que embarcam ou desembarcam no terminal. Como os efeitos da crise da Avianca não foram sentidos de forma completa, a avaliação é de que eles ficarão muito mais evidentes até o próximo dia 31.

Pela beirada
Parlamentar de primeira viagem, o deputado estadual Niltinho (PP) vai pouco a pouco montando seu núcleo de poder dentro do partido. Aos aliados, Niltinho deixou claro que a filiação do prefeito de Madre de Deus, Jeferson Andrade (ex-DEM), é apenas o começo da escalada interna.

"Se ela diz que nunca houve essa estrutura no partido, por que até quarta-feira ela informava nas redes sociais que era presidente do PSL Mulher na Bahia?" -  Alberto Pimentel

Secretário-geral do PSL da Bahia, ao criticar a deputada estadual Talita Oliveira, destituída do posto pela deputada federal Dayane Pimentel, que é presidente da legenda no estado e sua esposa               
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas