Pinguins resgatados viralizam após uso de 'chinelos' em tratamento

brasil
11.12.2020, 10:33:00
Atualizado: 11.12.2020, 10:49:18
(Divulgação/UFPR)

Pinguins resgatados viralizam após uso de 'chinelos' em tratamento

Grupo de seis animais foi resgatado no litoral paranaense

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um grupo de seis pinguins resgatados no estado do Paraná estão utilizando curiosos "chinelos" durante o período de reabilitação e tratamento no Centro de Reabilitação, Despetrolização e Análise de Saúde de Fauna Marinha (CReD) da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

De acordo com os pesquisadores do centro, o calçado evita que os animais contraiam doenças nos pés e garantem uma melhor recuperação diante do longo período que passam fora da água. O modelo do "chinelo", em cor vermelha, foi desenvolvido por especialistas e está em fase de testes. 

(Foto: Divulgação/UFPR)

"É um experimento, mas são medidas preventivas para reduzir as consequências do período de cativeiro, que podem trazer dificuldades na recuperação dos animais. É uma ação de medicina preventiva que a gente está tentando desenvolver", comentou a bióloga Camila Domit, coordenadora do Laboratório de Ecologia e Conservação (LEC).

Nesta primeira fase de testes, a equipe do laboratório destaca que os "chinelos" apresentaram resultados positivos, melhorando a qualidade de vida dos pinguins, e que os animais participantes devem ser acompanhados por mais algum tempo.


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas