Plano que vai orientar governo da Bahia nos próximos quatro anos é lançado

bahia
05.04.2019, 21:53:00
Atualizado: 05.04.2019, 22:00:17
(Manu Dias/GOVBA)

Plano que vai orientar governo da Bahia nos próximos quatro anos é lançado

Prioridades são capilaridade e abastecimento de água, de acordo com o governador Rui Costa

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um documento que irá guiar o governo estadual pelos próximos quatro anos foi lançado nesta sexta-feira (5) pelo governador Rui Costa no auditório da Secretaria de Segurança Pública (SSP). O Plano Plurianual (PPA) 2020-2023 se soma ao programa de governo. Ele é produzido com representantes do governo e da sociedade.

“Como estamos vivendo um momento de instabilidade institucional, jurídica e econômica, é preciso ter plena consciência dos desafios, e não apenas listar os desejos, vontades e necessidades. Nós temos que ser ousados, enxergar um futuro promissor, uma realidade concreta, números previsíveis, com renda e desenvolvimento capilarizados. O setor produtivo composto pelos três milhões de pessoas que vivem na zona rural, por exemplo, tem os piores indicadores da educação, da saúde. Essas pessoas têm que estar entre o nosso público-alvo”, afirmou o governador Rui Costa.

O petista afirmou que é preciso mobilizar os entes municipais, as câmaras de vereadores em uma “grande rede com meta e objetivos comuns”. De acordo com ele, nos próximos quatro anos a gestão deve ter capilaridade.

“Na área de saúde, estamos seguindo com a implantação das policlínicas. Temos oito já implantadas e serão implantadas mais 11, atendendo aos consórcios. Temos que reforçar os polos regionais de desenvolvimento. Temos que melhorar a nossa infraestrutura. Não podemos enxergar 2035 pensando apenas em rodovias, então a Fiol, junto com o Porto Sul, é fundamental para o Oeste, para o Sudoeste, para o Sul da Bahia”.

O governador também destacou uma prioridade para o abastecimento de água e afirmou que dará continuidade às obras de abastecimento e esgoto no estado através de parceria público-privado e de concessões.

Rui ainda citou investimentos na área de segurança pública. “Temos que continuar reduzindo cada vez mais os números da violência na Bahia, não no ritmo que gostaríamos, mas no ritmo que conseguimos. Ontem, em reunião, discutimos um projeto baiano que virou referência no Brasil, de reconhecimento facial e de leitura de placas de carros. Vamos fazer uma grande licitação para 54 municípios além de Salvador, para implantar esse projeto, economizando tempo e recursos, e aumentando a eficiência da segurança pública”.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas