PM encerra festas irregulares com centenas de pessoas em cidades baianas

bahia
15.02.2021, 13:28:00
(Divulgação)

PM encerra festas irregulares com centenas de pessoas em cidades baianas

Em Amélia Rodrigues, festa de aniversário reuniu mais de 300 pessoas em fazenda

Quatro festas "paredão" foram encerradas pela Polícia Militar em Conceição de Maria, Praia de Cabuçu e Amélia Rodrigues. Todas as ações foram feitas pela 20ª Companhia Independente de Polícia MIlitar (CIPM) epois do recebimento de denúncias anônimas de moradores da região.

Em Amélia Rodrigues, uma festa de aniversário com cerca de 300 pessoas foi flagrada por equipes da PM por volta das 20h30, na localidade da Fazenda Quatro Estrada. As equipes apreenderam no local um veículo com carroceira, quatro alto falantes, 22 cornetas e dois graves. Todos estes equipamentos sonoros foram levados para a delegacia da cidade.

Já no sábado, na Praia de Cabuçu, o dono de um carro S10 foi levado à delegacia após ser flagrado com volume do som acima do permitido. Também foram apreendidos quatro cornetas, duas caixas de som, um processador, um aparelho e uma mesa de som, todos levados para a delegacia. Dois homens foram presos no local por desacato e perturbação do sossego.

No povoado do Cordeiro, na cidade de Coração de Maria, a 20ª CIPM encerrou uma festa de aproximadamente 400 pessoas aglomeradas. Nesta ocorrência, mais de oito equipamentos sonoros foram apreendidos. 

“Muitas pessoas aproveitaram esse período que seria Carnaval para fazerem esses eventos que causam grande concentração. Mas com a ajuda das denúncias que chegaram pelo nosso número WhatsApp e do Disque-Denúncia conseguimos finalizá-las”, explicou o comandante da unidade, major Roberto Castro.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas