PM que trabalha na Federação é preso por extorsão e sequestro

salvador
11.02.2019, 09:50:42
Atualizado: 11.02.2019, 11:30:57

PM que trabalha na Federação é preso por extorsão e sequestro

Soldado foi detido na sede da CIPM e levado à Corregedoria nesta segunda

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Uma operação conjunta entre a Polícia Militar, por meio da Corregedoria, e da Polícia Civil, através do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), acabou com a prisão de um policial militar, lotado na 41ª Companhia Independente da PM (CIPM/Federação), no início da manhã desta segunda-feira (11). Segundo a assessoria da PM, o soldado vai responder pelos crimes de sequestro e extorsão.

A operação iniciou por volta das 6h e teve como objetivo dar cumprimento aos mandados de prisão preventiva e de busca domiciliar contra o soldado, que não teve o nome divulgado.

Segundo a assessoria da PM, o mandado de prisão preventiva foi cumprido na sede da unidade, na Rua Agnelo de Brito, na Federação, onde ele trabalha. O comandante da unidade, major Adilson, acompanhou a prisão. As buscas e apreensões estão sendo realizadas nos endereços do militar.

Os detalhes dos crimes praticados, bem como a quantidade de vítimas, não foram divulgados.

O soldado foi levado para a sede do Draco e depois encaminhado para a Corregedoria da PM-BA, onde deve prestar depoimento.

Após as declarações, o militar será levado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) para realização de exames de lesões corporais e, em seguida, encaminhado para a Coordenadoria de Custódia Provisória (CCP), localizada no bairro de Mata Escura, onde ficará à disposição da Justiça.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas