Policiais colocam gás em porta-malas e homem morre em viatura

brasil
26.05.2022, 06:41:25
(TV Sergipe)

Policiais colocam gás em porta-malas e homem morre em viatura

Caso aconteceu na cidade de Umbaúba, em Sergipe

Um homem foi morto dentro de uma viatura da Polícia Rodoviária Federal, na cidade de Umbaúba, em Sergipe, após reagir a uma abordagem policial. Genivaldo de Jesus Santos, 38 anos, morreu dentro do porta-malas, em meio a uma fumaça.

O sobrinho da vítima, Wallyson de Jesus, contou ao g1 que o tio foi abordado por agentes da (PRF), enquanto pilotava uma motocicleta. “Eu estava próximo e vi tudo. Informei aos agentes que o meu tio tinha transtorno mental. Eles pediram para que ele levantasse as mãos e encontraram no bolso dele cartelas de medicamentos. Meu tio ficou nervoso e perguntou o que tinha feito. Eu pedi que ele se acalmasse e que me ouvisse”, contou.

Apesar disso, os policiais usaram spray de pimenta em Genivaldo e o colocaram na mala.  “Eles jogaram um tipo de gás dentro da mala, foram para delegacia, mas meu tio estava desacordado. Diante disso, os policiais levaram ele para o hospital, mas já era tarde”, relatou Wallyson.

A família informou que registrou um Boletim de Ocorrência na delegacia da cidade. O corpo deu entrada no Instituto Médico Legal (IML), em Aracaju, por volta das 18h30. O caso vai ser remetido e investigado pela Polícia Federal.

Em nota, a Polícia Rodoviária Federal informou que um homem de 38 anos resistiu ativamente a abordagem de uma equipe PRF e que, "em razão da sua agressividade", foram usadas técnicas de imobilização. "ele foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil. No entanto, durante o deslocamento, passou mal, foi socorrido e levado para o Hospital José Nailson Moura, onde posteriormente foi atendido e constatado o óbito".

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas