Policial é preso por sequestro e morte de agiota em Salvador

salvador
19.12.2016, 15:47:00
Atualizado: 19.12.2016, 16:16:22

Policial é preso por sequestro e morte de agiota em Salvador

O soldado cometeu o crime com outras duas pessoas em outubro deste ano

Um soldado da Polícia Militar foi preso acusado de envolvimento no sequestro e morte do agiota Andrew Trindade Vieira e do amigo Marcos Borges Vidal. Segundo informações da Polícia Civil, Marcos Vinícius de Jesus Borges Ciriaco, 32 anos, foi detido na sexta-feira (16), na unidade de trabalho, no Bonfim, por equipes da Força Tarefa da Secretaria de Segurança Pública (SSP/BA) e do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco).

Lotado na Rondesp/BTS, o soldado cometeu o crime com outras duas pessoas, o PM reformado Juraci Belo Santos, que está sendo procurado, e um homem ainda não identificado. O sequestro aconteceu na manhã do dia 13 de outubro deste ano, quando o agiota e o amigo foram abordados no bairro da Federação e encontrados mortos no CIA, naquela noite. A motivação do crime é investigada.

De acordo com o delegado Cleandro Pimenta, do Draco, Marcos Vinicius é investigado ainda pela participação no sequestro relâmpago de Washington Lázaro Paganelli de Carvalho Júnior, filho do proprietário do bloco "As Muquiranas", em 11 de julho de 2016.

A vítima foi abordada por quatro homens, no bairro de Vila Laura, quando saía de casa para trabalhar. Washington teve R$ 1,5 mil e um relógio roubados pelos criminosos e foi liberado horas depois numa pedreira, em Simões Filho, Região Metropolitana de Salvador (RMS).

A polícia busca identificar os outros três homens que participaram do crime. O soldado Marcos Vinicius está preso no Batalhão de Choque da PM, em Lauro de Freitas. Equipes da Corregedoria da Polícia Militar participaram da prisão de Marcos e acompanham desde o início as investigações.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas