‘Pra chamar a atenção’, diz moradora sobre ônibus queimado em Sussuarana

salvador
03.12.2019, 08:41:41
Atualizado: 03.12.2019, 09:01:31
(Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO)

‘Pra chamar a atenção’, diz moradora sobre ônibus queimado em Sussuarana

De acordo com moradores, um adolescente de 13 anos foi assassinado após ação da PM na localidade

O Correio oferece acesso livre a todas as notícias relacionadas ao coronavírus. Entendemos que informação séria e confiável é importante nesse momento. Colabore para que isso continue. Assine o Correio.


Moradores do bairro de Sussuarana Velha, na região do Centro Administrativo da Bahia (CAB), afirmam que o grupo que queimou um ônibus no local, na noite desta segunda-feira (2), tinha a intenção de “chamar a atenção”. Justificam como motivação a morte de um adolescente de 13 anos. 

Moradora do local há 30 anos, a cuidadora de idosos Eliete Martins, 46, afirma que o garoto era inocente. Diz que não conhece a vítima, mas lamenta não ser a primeira “morta pelas mãos de policiais”. Ainda segundo ela, o adolescente foi assassinado no final da tarde.

“Eles tocaram fogo para chamar a atenção. Nós não aguentamos mais uma polícia que chega na comunidade atirando, sem se importar quem é quem, se deve ou não deve”, reforça ela, ao dizer que Sussuarana é um “lugar tranquilo". 

Procurada, a PM informou que 'por volta das 22h30 de segunda-feira (2) a 48ª CIPM foi acionada por populares que havia um ônibus em chamas na Avenida Ulisses Guimarães, em Sussuarana, em frente a um posto de combustíveis. A guarnição acionou o corpo de bombeiros, que controlou o incêndio, e permaneceu no local. Policiais da 48ª CIPM e da Companhia Independente de Policiamento Tático/Rondesp Central intensificaram o policiamento no bairro de Sussuarana', disse a corporação. 

O CORREIO não localizou familiares do adolescente. No boletim da Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA) também não existe registro da morte. A pasta não torna pública ocorrências decorrentes de ações policiais.

Ônibus 
Presidente do Sindicato dos Rodoviários, Daniel Mota garante a circulação de ônibus no local, mas só até a entrada do bairro. “Não entram no final de linha até que haja uma estratégia de segurança. A PM não é onipresente, por isso é uma questão macro”, pontua.

À reportagem, Daniel esclareceu que já nas primeiras horas da noite de ontem, os rodoviários ouviram um burburinho de que “algo ia acontecer”. De imediato, então, foram orientados a não passar da entrada da localidade, a cerca de 200 metros do final de linha.

“Algumas lojas fecharam já às 19, então tomamos essa decisão. Quando foi mais tarde, soubemos do incêndio. É algo que assusta, mesmo quando não há feridos fisicamente”. Segundo ele, pelo menos 80 ônibus de quatro linhas circulam na localidade.

Um transtorno para aposentada Maria de Lourdes, 78, residente do local há 38 anos. “É muito ruim porque eles fazem a bagunça e a gente quem paga a conta”, lamenta. Quanto à distância, afirma tirar de letra. “Aos pouquinhos, a gente chega, mas bom, bom, não é, não. Se nós pagamos nossos impostos, merecemos o melhor”. 

A distância também é minimizada pela recicladora Cícera Silva, 54. Conta que o que preocupa quem mora na região é sempre a segurança. “É precária. Nós vivemos à mercê de um esquema [de segurança] que não funciona”, se limita a dizer.

***

O CORREIO entende a preocupação diante da pandemia do novo coronavírus e que a necessidade de informação profissional nesse momento é vital para ajudar a população. Por isso, desde o dia 16 de março, decidimos abrir o conteúdo das reportagens relacionadas à pandemia também para não assinantes. O CORREIO está fazendo um serviço de excelência para te manter a par de todos os últimos acontecimentos com notícias bem apuradas da Bahia, Brasil e Mundo. Colabore para que isso continue sendo feito da melhor forma possível. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/surto-de-lives-na-quarentena-transmissoes-ao-vivo-se-tornaram-comuns-e-ate-memes/
Confira também uma lista de perfis para acompanhar os 'ao vivo'
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/autor-de-video-compartilhado-por-bolsonaro-pode-pegar-6-meses-de-prisao/
Gravação trazia informações falsas sobre desabastecimento de alimentos
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/abner-pinheiro-publica-foto-com-bebe-nunca-vou-desistir-de-voce/
Briga após influencer baiano descobrir que não é o pai de sangue de bebê foi o assunto mais comentado nas redes sociais
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/apos-polemica-com-teste-de-dna-e-traicoes-sthe-vai-processar-abner/
Briga após influencer baiano descobrir que não é o pai de sangue de bebê foi o assunto mais comentado nas redes sociais
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/em-live-com-miley-cyrus-anitta-e-chamada-de-icone-pop-brasileiro/
Cantoras conversaram via Instagram e dançaram Rave de Favela
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/ajustes-deixaram-a-ranger-mais-competitiva/
Em vídeo, Antônio Meira Jr., explica o que mudou na picape da Ford
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/apos-teste-de-dna-e-traicoes-abner-e-sthe-ganham-mais-de-16-mi-de-seguidores/
Treta após baiano descobrir que não é o pai de sangue de bebê foi o assunto mais comentado do mundo nas redes sociais
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/baco-exu-do-blues-lanca-ep-contra-o-tedio-da-quarentena/
Preso em casa, artista produziu nove faixas em três dias
Ler Mais