Praias de Salvador são liberadas, mas só nos dias da semana

coronavírus
18.09.2020, 11:10:00
Atualizado: 19.09.2020, 00:35:53
Praia da Boa Viagem nesta sexta (18) (Marina Silva/CORREIO)

Praias de Salvador são liberadas, mas só nos dias da semana

Porto da Barra, Buracão e Paciência continuam fechadas por enquanto

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

As praias de Salvador foram liberadas para uso de banhistas pelo prefeito ACM Neto nesta sexta-feira (18), valendo para a próxima semana. Todas continuarão fechadas nos finais de semana e algumas também às segundas. Em dias de feriado, nenhuma poderá abrir. O uso de máscara é obrigatório enquanto a pessoa estiver na areia.

Nesse primeiro momento, o Porto da Barra, a praia do Buracão e a Paciência, as duas últimas no Rio Vermelho, continuam fechadas. Segundo Neto, na Barra os banhistas podem frequentar a praia do Farol até o Barravento. 

Já São Tomé de Paripe, Tubarão, Ribeira, Amaralina e Itapuã terão funcionamento liberado apenas de terça a sexta. Todas as outras da cidade terão funcionamento de segunda a sexta. O horário é livre nos dias liberados para todas as praias.

"Não estamos permitindo o funcionamento das praias no final de semana e nem feriados para evitar aglomerações. No caso do Porto da Barra, do Buracão e da Paciência, elas não vão reabrir porque possuem uma faixa de areia muito pequena e que tradicionalmente aglomeram muita gente, independente do dia", disse ."É uma questão de segurança. Mesmo nos dias de semana poderiam ser palco de aglomeração", continuou. "No caso das praias do Subúrbio, Ribeira, Amaralina e Itapuã, elas também costumam reunir muita gente às segundas e por isso não estarão abertas nesse dia", explicou ACM Neto, que falou durante inauguração de obra no Stiep.

Também está proibido por agora comércio nas praias - ou seja, ambulantes não podem vender comida ou bebida. Neto lembrou que trabalhadores cadastrados no Salvador por Todos estão recebendo desde abril auxílio de R$ 270 da prefeitura. "Nesse momento não dá para permitir a retomada de nenhuma atividade comercial nas praias", afirmou.

Não haverá limite de pessoas, mas elas devem manter distanciamento de 1,5m para os outros frequentadores. Por enquanto, os banhistas não podem levar cadeira, guarda-sol ou isopor para a praia. A prática de atividade esportiva individual ou em dupla está liberada nas praias, mas coletiva continua proibida.  

A Guarda Municipal vai fazer a fiscalização. Neto assumiu que o efetivo não é suficiente para cobrir os 64 km de litoral e que descumprimentos podem acontecer.

"Claro que vai ter burla, infelizmente. Não devia ter. Se a gente perceber que o descumprimento virou a regra, e não exceção, a gente fecha tudo". Ele pediu colaboração à população. "Não ir ao Porto da Barra mata alguém? Não. Mas o coronavírus mata".

A ideia é evitar multidões na praia. "Tudo foi pensado para que a reabertura das praias de Salvador não signifique um convite para aglomerações, para que a praia se torne um palco das multidões e da multiplicação da covid", afirmou o prefeito. "Piquenique, luau e outros eventos, por enquanto, não. Vamos para a praia tomar banho de mar, tomar um sol, e volta pra casa. Não é hora de estar fazendo festa, comemoração e batuque na praia", disse. 

(Foto: Marina Silva/CORREIO)

Flexibilizações
O prefeito também anunciou a flexibilização de outras atividades já liberadas. As concessionárias de veículos estão liberadas para a realização de test drive. Já os cursos livres poderão ampliar o horário de funcionamento até as 22h (antes o limite era 19h).
 
"O protocolo do test drive das concessionárias será o mesmo das aulas práticas das autoescolas", disse. Esses estabelecimentos devem disponibilizar álcool em gel 70% em todos os veículos. Além disso, volante, câmbio, freio de mão, maçaneta, espelhos retrovisores, cintos de segurança, tablets e todos os outros pontos de contato nos carros precisarão ser higienizados antes e após cada aula prática. Será obrigatório o uso de máscara dentro do automóvel. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas