Prefeito quer atrair geração de emprego e renda da indústria ‘limpa’

agenda bahia
10.11.2013, 14:23:00
Atualizado: 07.08.2017, 14:40:05
(Evandro Veiga/CORREIO)

Prefeito quer atrair geração de emprego e renda da indústria ‘limpa’

Na abertura do Fórum Agenda Bahia, ACM Neto destacou ainda os projetos para o turismo, principal setor que movimenta a economia de Salvador

Atrair investimentos para a capital baiana. Esse vai ser um dos principais focos da prefeitura em 2014. “Salvador tem que se colocar para o Brasil e para o mundo como uma cidade de braços abertos para receber novos empreendimentos, com os quais se possa criar empregos e gerar renda”, afirmou o prefeito ACM Neto, durante o segundo seminário do Agenda Bahia. De acordo com o prefeito, o turismo terá atenção especial. “É o principal setor que move a economia da cidade e essa indústria merece foco por ser a maior geradora de emprego e renda em Salvador, assim como o comércio”, pontuou. 

O prefeito admitiu que a capital baiana perdeu importância para outras cidades com a mesma vocação. “A cidade precisa se mostrar mais preparada e competitiva para enfrentar outras cidades com a mesma vocação no mundo”, disse.

A indústria de tecnologia é outro campo a ser explorado. “Estamos conversando com o governo do estado para que a prefeitura possa ter políticas públicas para atrair novos investidores para o Parque Tecnológico”,explicou. A ideia é também levantar oportunidades na oferta de terrenos para atrair indústrias de setores de não poluentes,que trabalhem com alto investimento de capital.

Audiovisual

Prefeito de Salvador anunciou o programa Salvador 500 durante o Fórum Agenda Bahia (Foto: Evandro Veiga/CORREIO)

O prefeito também está de olho no setor audiovisual. “É um ramo que dialoga com as características da nossa cidade, do nosso povo, e eu diria que com aquilo que há demais exemplar do povo baiano, que é a sua capacidade criativa, a sua inventividade, a sua facilidade de trabalhar com entretenimento, com música, com arte, com cultura”, afirma.

Todo esse planejamento será colocado em prática pela Salvador Negócios, agência que começará a operar no próximo ano e terá como principal objetivo atrair investimentos para a capital baiana. O projeto funcionará em parceria com entidades como a Federação das Indústrias do Estado da Bahia, a Associação Comercial e a Federação do Comércio.

Além de destacar a Salvador Negócios, o prefeito ACM Neto anunciou, em primeira mão, durante o fórum Agenda Bahia, a criação de um grupo de trabalho do chamado Salvador 500, que vai planejar a capital baiana para 2049, quando completará 500 anos.

Uma consultoria externa será contratada e a coordenação do projeto será feita pela Secretaria Municipal de Urbanismo e Transporte, que já montou um grupo interno de trabalho e está selecionando funcionários da prefeitura para trabalhar focado nesse planejamento. “Vamos entender quais são os potenciais econômicos e as vocações da nossa cidade focado nesse plano maior de entender a Salvador do futuro”.

Espelho

ACM Neto também ressaltou que o desenvolvimento da capital reflete no crescimento de todo o estado. “É muito difícil a Bahia ir bem se Salvador formal. Para a Bahia se desenvolver e crescer economicamente, é fundamental que Salvador dê a sua contribuição e faça a sua parte”, afirmou. 

O prefeito lembrou que a capital é uma vitrine do estado. “Acaba tendo um peso e uma relevância destacada na Bahia, seja para projetar a imagem do estado ou para demonstrar a força, a pujança e a consistência da sua economia”, acrescentou.

Interior

Porém, na avaliação do prefeito, o desenvolvimento da capital também está atrelado ao fortalecimento do interior do estado. O equilíbrio das várias regiões da Bahia contribui para a redução da pressão nos serviços públicos. “Boa parte da atenção à saúde em Salvador não é para o soteropolitano, é para a pessoa que mora no interior do estado”, afirmou. 

“As políticas públicas têm que ser no sentido de garantir uma maior descentralização do desenvolvimento econômico, um maior equilíbrio entre as regiões, porque a força do interior está ligada à da capital e as soluções que hoje acabam parecendo difíceis podem ser muito mais fáceis se esse equilíbrio for algo dominante na Bahia”.

O prefeito anunciou no seminário o programa Salvador 500. “Vamos planejar a Salvador que queremos para daqui a 36 anos”, revelou. Entre as políticas, investimento em desenvolvimento urbano, soluções em infraestrutura e mobilidade urbana. ACM Neto destacou que as parcerias com governos do estado e federal são importantes para esse planejamento.

Outras regiões do Estado

Diante de um auditório lotado, o presidente da Rede Bahia, Antonio Carlos Júnior, abriu o Fórum Agenda Bahia, realizado pelo jornal CORREIO e pela rádio CBN, na quarta-feira passada. “É nosso dever contribuir com o desenvolvimento econômico, social e cultural do estado. Portanto, nós estamos cumprindo a nossa missão, promovendo, junto com a Fieb, este evento que foca no desenvolvimento do estado da Bahia e que busca novas alternativas não só para Salvador como também para o interior do estado”, garantiu.

Para o presidente da Rede Bahia, o fortalecimento das diversas regiões do estado contribui para o desenvolvimento da cidade da capital. “Com isso, evitamos a vinda das pessoas em busca de emprego na capital. Se elas estiverem bem colocadas no interior, nós conseguimos reter as pessoas nas cidades, distribuir melhor a população e sobrecarregar menos Salvador”, afirmou Antonio Carlos Júnior.

O presidente da Rede Bahia lembrou que o objetivo da realização do evento é contribuir para o crescimento sustentável do estado. “Uma Bahia mais desenvolvida e que consiga manter a liderança no Nordeste”, completou.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas