Prefeitura abre inscrições para programa de redução da distorção entre idade e série

salvador
20.12.2021, 19:41:02
(Bruno Concha/Secom)

Prefeitura abre inscrições para programa de redução da distorção entre idade e série

O programa ‘Chegando Junto’ busca regularizar o fluxo para os anos finais do Ensino Fundamental na rede municipal

Os professores da rede pública municipal de ensino de Salvador podem se inscrever até janeiro de 2022 no programa de regularização de fluxo ‘Chegando Junto’. O objetivo da ação é reduzir a taxa de distorção idade/série entre estudantes do 6º ao 8º ano do Fundamental 2. O cadastro de manifestação de interesse está disponível no site.

O Chegando Junto é uma parceria da Prefeitura de Salvador, através da Secretaria Municipal de Educação (Smed), com a Fundação Roberto Marinho. A iniciativa consiste num programa educacional intensivo de 18 meses, aplicado em turmas de 30 alunos, com metodologia e material didático específicos para que os estudantes contemplados possam ajustar a distorção entre sua idade e a série em que se encontram.

As turmas serão compostas sem seriação, ou seja, com estudantes do 6º, 7º e 8º anos do Fundamental 2 compartilhando a mesma sala. Em lugar das aulas convencionais, eles vão frequentar as aulas do programa, no mesmo turno de sua matrícula regular, conforme o calendário escolar.  

Já o conteúdo programático será dividido em três grandes áreas do conhecimento, que são Linguagens, Ciências Humanas e Ciências Exatas. Os 194 professores efetivos selecionados para lecionar no Chegando Junto devem obter uma formação prévia de 100 horas e atuarão com carga horária de 20 ou 40 horas semanais. Além deles, dez mediadores compõem a equipe do programa, assumindo funções de tutoria das turmas e assistência pedagógica.

“Nossa expectativa é atender 8 mil estudantes nas 64 escolas municipais com turmas do Fundamental 2. E o grande objetivo é atingirmos as metas do Plano Nacional de Educação (PNE) para 2024, que estipula redução das taxas de distorção idade/série para 10% nos anos iniciais (do 1º ao 5º) e 17% nos anos finais (6º ao 9º) do Ensino Fundamental”, disse a diretora pedagógica da Smed, Cinthia Santos.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas