Prefeitura divulga calendário de oficinas do Plano de Turismo Étnico-Afro

salvador
20.05.2019, 21:43:00

Prefeitura divulga calendário de oficinas do Plano de Turismo Étnico-Afro

Cinco reuniões serão realizadas entre esta terça-feira (21) e quinta (23)

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A Prefeitura de Salvador divulgou nesta segunda-feira (20) o calendário do Plano de Ações Étnico-Adro, que busca dar benefícios a quem une empreendedorismo à ancestralidade.

Cinco reuniões serão realizadas entre esta terça-feira (21) e quinta (23) e debaterão sobre produtos e serviços turísticos da capital baiana.

A ideia é que atividades que estão ligadas ao cotidiano de Salvador sejam valorizadas frente à economia e o turismo local. Entre as principais ações propostas na elaboração do projeto, estão o mapeamento dos empreendimentos liderados por afrodescendentes no setor de turismo da capital, além da promoção do acesso de turistas a produtos e serviços fornecidos por afro-empreendedores. 

Nesta terça-feira (21), os encontros serão promovidos na sede do Olodum, no Pelourinho, a partir das 8h30 e na Liberdade, no Shopping da Liberdade, às 14h. Já na quarta (22), as reuniões serão no Rio Vermelho, no Dendê Gastronomia, às 8h30; e em Itapuã, na Casa da Música, às 14h. Já na quarta-feira (23), a oficina vai ser promovida no Curuzu, na sede do Ilê Aiyê, às 08h30.

De acordo com a Secretaria de Cultura e Turismo (Secult), os locais escolhidos para as oficinas seguem a área de mapeamento turístico do Programa Nacional de Desenvolvimento Turístico (Prodetur Salvador, mas empreendedores de áreas do entorno também foram convidados.

“A partir desses encontros, ouvindo os agentes deste segmento, vamos desenvolver um conjunto de soluções para o desenvolvimento do turismo Étnico-Afro para a capital baiana. A participação de cada um é importantíssima para a elaboração do nosso diagnóstico e, consequentemente, do plano de ação”, afirmou o secretário da pasta, Claudio Tinoco.

Segundo o gestor da Secult, Claudio Tinoco, este Plano visa fortalecer a participação da população de ascendência afro de Salvador nos resultados econômicos da atividade turística, através do aumento de emprego e renda para este segmento da população, em especial as mulheres afrodescendentes. Além de criar mais oportunidades para o empreendedorismo e o emprego formal.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas