Prefeitura inicia obras em encostas do bairros de Plataforma e Pau Miúdo

salvador
18.05.2019, 12:52:04
Atualizado: 18.05.2019, 12:58:13
(Foto: Divulgação)

Prefeitura inicia obras em encostas do bairros de Plataforma e Pau Miúdo

Veja onde serão os investimentos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Três áreas de risco em Salvador vão passar por intervenções promovidas pela Prefeitura segundo ordens de serviço assinadas neste sábado (18) pelo prefeito em exercício, Bruno Reis, também secretário de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), acompanhado de gestores e autoridades municipais, além de lideranças comunitárias e população.

Uma delas é a contenção da encosta da Rua Belo Monte, em Plataforma. Já a técnica da geomanta protegerá as encostas da Avenida Heitor Dias, na Rótula do Abacaxi, e da Rua Valério Silva, em Pau Miúdo.

É muito bom vir trazer soluções para as comunidades que mais precisam. Com as ações da Prefeitura de contenção e proteção de encostas, a cidade vai ficando cada vez mais protegida e segura para os cidadãos", pontuou Bruno Reis.

Com investimento de R$1 milhão, a contenção da encosta da Rua Belo Monte atingirá uma área de 631 m², com utilização da técnica de solo grampeado e prazo de seis meses para conclusão. A obra é executada pelo Consórcio CBS/Comtech, vencedora da licitação, e supervisão da Superintendência de Obras Públicas (Sucop).

Na Avenida Heitor Dias, em Pau da Lima, a geomanta será aplicada em uma área de 1.100 m², com investimento de R$152 mil. Já na Rua Valério Silva, a tecnologia que reúne geotêxtil e PVC vai proteger 1.500 m² de encosta, com investimento de, aproximadamente, R$208 mil.

Também esta semana, o local conhecido como Baixão de Luís Anselmo recebeu ordem de serviço para a contenção da encosta de 600 m² e investimento de R$713 mil. Desde 2013, as obras de contenção de encosta deram tranquilidade a moradores de 62 localidades, com aplicação de recursos municipais da ordem de R$75,8 milhões, através da Seinfra.

Adotada em 2015, a geomanta já foi aplicada em 152 áreas de risco da cidade. Foram investidos R$14 milhões no total, por meio da Defesa Civil de Salvador (Codesal). Uma dessas geomantas foi a da Rua Dom Luís de Vasconcelos, na comunidade do Brejal, em São Caetano, entregue na última terça-feira (14) com investimento de R$172 mil e 60 famílias beneficiadas.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas