Prefeitura quer zerar fila de espera de exames e consultas em 90 dias

salvador
28.09.2020, 15:12:00
(Valter Pontes/Secom)

Prefeitura quer zerar fila de espera de exames e consultas em 90 dias

Objetivo é ofertar 280 mil procedimentos de 91 especialidades

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Com a pandemia, muitas pessoas ficaram receosas de sair de suas casas para realizar exames e consultas médicas. Segundo o secretário municipal de Saúde Leo Prates, a taxa de absenteísmo, ou seja, daqueles que agendam e se ausentam, está “muita alta”, em torno de 20 a 25%. Aliado a isso, a fila de espera para a realização de procedimentos nos postos de saúde se acumula permanentemente ao longo dos meses. 

Para resolver esse impasse, o prefeito ACM Neto fez um chamamento público nesta segunda-feira (28) para as empresas privadas que queiram prestar serviços à prefeitura, a fim de zerar a fila de espera em exames de média e alta complexidade e de consultas na capital baiana em um prazo de 90 dias. Neste período, a prefeitura ofertará 280 mil procedimentos em 91 especialidades diferentes (veja lista no final da matéria). O investimento municipal ultrapassa R$ 6 milhões.

Além disso, a chamada pública, que tem caráter temporário e exclusivo, quer mapear as empresas já contratualizadas com a Secretaria Municipal de Saúde para ampliar a oferta de serviços. O regime da prestação de serviço é diferenciado, ou seja, inclui finais de semana e atendimento noturno. A inscrição para as empresas interessadas é até dia 9 de outubro e o atendimento à população deve começar em 15 de outubro, segundo Prates.

“Antes da pandemia, já tínhamos uma demanda não atendida que gerava uma fila de espera para uma série de procedimentos, entre exames e consultas. Sempre existiu um problema de oferta, que é permanentemente menor que a demanda. Com a pandemia, muita gente ficou com medo de sair de casa para procurar as clínicas da prefeitura, isso acabou gerando um aumento desse número de pessoas não atendidas”, explicou o prefeito ACM Neto durante a assinatura da ordem de serviço para o início das obras do Morar Melhor em Jaguaripe, no bairro de Cajazeiras. 

O objetivo é zerar a lista de espera de consultas e exames 91 especialidades em Salvador. “Vamos fazer um grande esforço, pelos próximos 90 dias, de zerar a fila de espera de algumas especialidades de exames e consultas em nossa cidade. Será uma grande oferta que a Secretaria Municipal de Saúde identificou, através de sistemas de informações oficiais, as demandas mais prementes do cidadão que busca atendimento nas unidades da Prefeitura", disse o prefeito.

Leo Prates esclarece que a ideia desse mutirão é ampliar a capacidade da prefeitura de ofertas essas especialidades médicas. “A ideia é aproveitar os contratualizados que estão com capacidade ociosa, ou seja, que têm condição de realizar mais exames, e prestadores que não estão na nossa rede, para que também possam fazer parte desse mutirão do bem, do mutirão da vida. Até 9 de outubro, o privado terá a oportunidade de ofertar à secretaria esses procedimentos e nós iremos pagar. Depois, vamos chamar as pessoas para que elas comecem a ser atendidas”, orienta o secretário. 

Os exames de média complexidade que provocaram fila no sistema por pessoas em busca de atendimento são os diversos tipos de ultrassonografia (transvaginal, mamária bilateral, abdômen total e tireóide, por exemplo), totalizando quase 100 mil registros. Somente para zerar a fila das ultrassonografias, o investimento do município será de R$2,7 milhões, a maior soma entre todos os procedimentos. Há fila ainda para outros exames de média complexidade, a exemplo da ecocardiografia transtorácica.

Confira quais e quantas especialidades serão ofertadas:

Consultas para adultos (150.479 mil consultas ofertadas em 30 especialidades)
- Oftalmologia: 18.028 consultas
- Cardiologia: 15.367 consultas
- Otorrinolaringologista: 15.023 consultas
- Neurologista: 11.875 consultas
- Urologista: 11.116 consultas

Consultas pediátricas (5.689 consultas ofertadas em 11 especialidades)
- Neurologia: 980
- Oftalmologia: 965
- Otorrinolaringologista: 823
- Cirurgião pediátrico: 840
- Ortopedista: 615

Exames de média complexidade 
Ultrassonografia (99.913 exames em 16 segmentos)
- Transvaginal: 32 mil exames
- Mamária bilateral: 22 mil exames
- Abdomen total: 18 mil exames
- Tireoide: 9 mil exames
Articulação: 8,4 mil exames
Esofagogastroduodenoscopia: 6,1 exames
Monitorização ambulatorial de pressão arterial: 6 mil exames 
Ecocardiografia transtoracica: 3 mil exames
Demais procedimentos: 1,3 mil exames

Exames de alta complexidade
Ressonância - 2,5 mil exames em 13 segmentos
Tomografia - 1,8 mil exmes em 12 segmentos
biópsia da mama ou próstata - 300 exames
Eletroneuromiograma - 1.347 exames
Cintilografia óssea - 543 exames
Polissonografia - 33 exames

*Sob orientação da chefe de reportagem Perla Ribeiro

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas