Prêmio Fieb Indústria Baiana Sustentável recebe inscrições até esta sexta-feira (29)

bahia
28.10.2021, 14:00:00
Atualizado: 28.10.2021, 18:56:06
Últimos vencedores do Prêmio Fieb (Roberto Viana/Coperphoto/Sistema FIEB.)

Prêmio Fieb Indústria Baiana Sustentável recebe inscrições até esta sexta-feira (29)

Premiação ocorrerá no dia 18 de novembro

Dar evidência às práticas sustentáveis inspiradoras da indústria para a sociedade. Esse é o objetivo do Prêmio Fieb Indústria Baiana Sustentável, que está com inscrições abertas até esta sexta-feira (29). A premiação pretende alcançar pequenas e grandes empresas que atuam no estado no setor industrial, além de pesquisadores e acadêmicos da área. Os vencedores serão divulgados no dia 18 de novembro, numa cerimônia realizada na sede da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb). 

“Queremos mostrar casos de sucesso em gestão e tecnologia sustentável, unindo os conceitos de boas práticas ambientais, sociais e econômicas”, explica Jorge Emanuel Reis Cajazeira, presidente do conselho de sustentabilidade da Fieb. A premiação é dívida em quatro modalidades, sendo que a primeira é voltada para micro e pequenas empresas, inclusive os Microempreendedores Individuais (MEIs) e a quarta é exclusiva para a produção acadêmica a nível de pós-graduação.  

“Já recebemos mais de 70 inscrições, principalmente de empresas do setor de papeis e celulose e mineração. Já dentre as universidades, os alunos do Senai Cimatec são os que mais se inscreveram”, revela Cajazeira. Essa adesão acontece mesmo com o prêmio não dando nenhuma premiação em dinheiro para os vencedores.  

“Não ganha nada. Só um troféu. Mas tem o reconhecimento. É um prêmio valorizado pelo setor por ser uma oportunidade de divulgar as boas práticas da empresa, o sucesso do setor. É também o prestígio de ser reconhecido com uma empresa sustentável”, explica. 

Os jurados do prêmio não serão revelados, mas, segundo Cajazeira, serão promotores, servidores técnicos do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), acadêmicos e especialistas em pequenas e micro empresas. “O que será observado é se a prática apresentada tem levado a bons resultados. É importante que isso seja demonstrado com dados ou indicadores”, revela.  

De acordo com o edital do Prêmio, alguns critérios devem serão observados no julgamento, como o caráter inovador e integrador do projeto, avaliação dos indicadores de desempenho, potencial de difusão do projeto para outras empresas, benefícios das ações implementadas e contribuição na conquista de novos mercados. 

Jorge Cajazeira é presidente do conselho de sustentabilidade da Fieb (Foto: arquivo pessoal)

Inscrições são feitas de forma online 
As empresas interessadas em concorrer ao projeto devem acessar o canal Assessoria Fieb Online, clicar em Responsabilidade Social/Banco de Práticas Sustentáveis da Indústria Baiana, opção “Serviço”, e registrar os nomes das práticas que comporão o processo. Todos os projetos inscritos poderão ainda contar com a assessoria da Gerência de Meio Ambiente e Responsabilidade Social da Fieb. Só após essa inscrição que a empresa receberá acesso a ficha de cadastro do prêmio. 

Já a inscrição para o setor acadêmico é no link   http://www.fieb.org.br/meio_ambiente_responsabilidade_social/Pagina/490/Banco-dePraticas-Sustentaveis-da-Industria-Baiana.aspx utilizando o CNPJ da instituição acadêmica ao qual o projeto está vinculado ou diretamente pelo estudante ou pesquisador, que pode inscrever até três projetos diferentes. O mesmo acontece com as empresas que concorrem na categoria 2 e 3. Já as da categoria 1 só podem inscrevem uma única vez.  

O projeto empresarial inscrito deverá estar vinculado a, no mínimo, um Objetivo do Desenvolvimento Sustentável (ODS) - Confira a lista dos 17 ODS no final do texto -. Conforme o regulamento do Prêmio, somente poderão se inscrever indústrias e trabalhos oriundos de instituições acadêmicas e de pesquisa aplicada sediados e aplicados na Bahia. 

Para Jorge Cajazeira, o prêmio tem a função de estimular os pilares da sustentabilidade no setor industrial. “Para ser sustentável, tem que internalizar o conceito. Não pode ser só um slogan ou um quadro pendurado na parede. Tem que ser algo praticado. Já vi casos de empresas que propagam serem preocupadas com o meio ambiente e estão envolvidas em casos de corrupção. Isso não combina”, alerta.  

Confira aqui o regulamento completo do Prêmio.

Modalidades do Prêmio

Modalidade 1: Iniciativas de micro e pequenas empresas que contribuam para a melhoria do desempenho operacional dos processos produtivos, econômico e socioambiental. Ex.: Práticas de gestão e tecnologias; ações educacionais e de doações que beneficiem a sociedade. 

Modalidade 2: Iniciativas direcionadas ao fortalecimento da gestão sustentável da Indústria/Associações Setoriais. Ex.: Educação ambiental, inserção social e geração de emprego/renda, valorização de patrimônio histórico e cultural, atuação empresarial frente a pandemia; desenvolvimento da cadeia de valor, certificações e pactos, gestão de risco na indústria.  

Modalidade 3: Tecnologias adotadas pela indústria que promovam melhoria de desempenho do produto/processo com foco nos principais aspectos sociais, ambientais e econômicos das atividades produtivas.  

Modalidade 4: Trabalhos da academia (pós graduação) e de centros de pesquisas aplicadas com foco em inovações tecnológicas sustentáveis na indústria que promovam melhoria de desempenho do produto/processo com foco nos principais aspectos ambientais das atividades produtivas e/ou que contribuam para uma mudança positiva da realidade social das comunidades situadas na área de influência de indústrias. 

Saiba quais são os 17 ODS

Objetivo 1 - Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares. 

Objetivo 2 - Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável. 

Objetivo 3 - Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades. 

Objetivo 4 - Assegurar a educação inclusiva e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos. 

Objetivo 5 - Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas. 

Objetivo 6 - Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos. 

Objetivo 7 - Assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos. 

Objetivo 8 - Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo e trabalho decente para todos 

Objetivo 9 - Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação 

Objetivo 10 - Reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles 

Objetivo 11 - Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis 

Objetivo 12 - Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis 

Objetivo 13 - Tomar medidas urgentes para combater a mudança do clima e seus impactos 

Objetivo 14 - Conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável 

Objetivo 15 - Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade 

Objetivo 16 - Promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas em todos os níveis 

Objetivo 17 - Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável 

Mais informações em: https://nacoesunidas.org/pos2015/agenda2030/  

Relembre os ganhadores do último prêmio Fieb, realizado em 2018: 

Modalidade 1:  

1º lugar: Camisas Polo Indústria Comércio e Serviços Ltda 
Projeto: Um mundo melhor a partir de um pequeno negócio 

2º lugar: Lima Santos indústria de confecções 
Projeto: Nada se perde, tudo se transforma 

Modalidade 2:  

1º lugar: Bahia Specialty Cellulose 
Projeto: Farmácia Verde 

2º lugar: Fazenda Brasileiro Desenvolvimento Mineral LTDA 
Projeto: Seminário de participação comunitária 

Modalidade 3:  

1º lugar: Frysk Industrial LTDA – Obrigado  
Projeto: Certificação Internacional Socioambiental - B Corp 

2º lugar: Suzano Papel e Celulose S.A. 
Projeto: Otimização da operação dos principais usuários do rio Mucuri para assegurar os usos múltiplos da água 

Modalidade 4:  

1º lugar: Suzano Papel e Celulose S.A. 
Projeto: Gestão do tratamento de efluentes líquidos na Suzano. 

2º lugar: Lipari Mineração LTDA 
Projeto: Sistema de Recuperação de Água 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas