Presidência do Senado: Votação é anulada e Renan retira cadidatura

brasil
02.02.2019, 17:05:20
Atualizado: 02.02.2019, 17:14:08
Renan Calheiros (Foto: Agência Brasil)

Presidência do Senado: Votação é anulada e Renan retira cadidatura

Senadores identificaram tentativa de fraude; alagoano faz discurso inflamado

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Em um discurso inflamado e indignado, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) anunciou agora a retirada de sua candidatura à presidência do Senado. “Se eles podem tudo, sou eu que vou ser contra a Constituição? Não sou candidato, para defender a democracia e o interesse do Brasil”, disse.

A eleição estava sendo realizada pela segunda vez hoje, pois foi encontrada uma cédula a mais na urna. A primeira votação foi anulada quando os senadores identificaram havia 82 cédulas preenchidas, sendo que há 81 parlamentares na Casa. Neste momento, os senadores definem como será conduzida a eleição.

Agora, são cinco senadores que concorrem à Presidência do Senado: Ângelo Coronel (PSD-BA), Davi Alcolumbre (DEM-AP), Espiridião Amin (PP-SC), Fernando Collor (Pros-AL), e Reguffe (sem partido-DF).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas