Presidente da Câmara de Salvador testa negativo para covid-19

salvador
16.05.2020, 08:24:51
Atualizado: 16.05.2020, 08:55:52
Geraldo Júnior pediu testagem de todos os vereadores (Divulgação / Ascom Geraldo Júnior)

Presidente da Câmara de Salvador testa negativo para covid-19

Casa foi desinfectada após servidor ser diagnosticado com doença

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Presidente da Câmara Municipal de Salvador, o vereador Geraldo Júnior (MDB) teve diagnóstico negativo para infecção pelo novo coronavírus. O teste foi realizado em um laboratório particular da capital baiana e teve seu resultado divulgado na noite da última sexta-feira (15).

Geraldo Júnior havia solicitado a testagem dos demais vereadores e de funcionários da Câmara depois de um servidor ter sido diagnosticado com covid-19 na quarta-feira (13). A própria Casa passou por uma desinfecção geral na manhã de quinta-feira (14), numa medida é para evitar que novas pessoas sejam contaminadas.

Ao longo da semana, o prefeito ACM Neto também divulgou que seu teste para covid-19 deu negativo. A suspeita começou depois que o chefe de gabinete de Neto, Kaio Moraes, foi diagnosticado com a doença. O secretário de saúde do município, Léo Prates, também está livre da infecção.

Segundo Geraldo Júnior, o servidor da Câmara que foi diagnosticado passa bem: "Ele está bem, isolado em casa, não teve necessidade de internamento. Decidi solicitar a limpeza por precaução, segurança, para que ninguém corra nenhum tipo de risco", disse ao CORREIO.

A desinfecção não é a única medida preventiva adotada pela Câmara Municipal de Salvador. Para que as atividades sigam sendo executadas sem colocar vereadores e colaboradores em risco, a Casa implementou algumas mudanças desde a chegada da pandemia em Salvador.

Desde março, funcionários com mais de 60 anos ou que pertencem a qualquer outro grupo de risco estão atuando em suas funções de forma remota. Para os demais funcionários, foram disponibilizados máscaras e álcool em gel.

Além disso, as sessões estão sendo realizadas exclusivamente de forma semipresencial e o expediente foi reduzido. Há uma semana, o horário de funcionamento da Casa passou a ser de segunda a quarta, das 8h às 12h, de forma presencial, e das 14h às 17h de forma remota. Já nas quintas e sextas, o trabalho é realizado das 8h às 12h, de forma remota. 

“ Somos essenciais ao Estado Democrático de Direito, continuamos a prestar nossos serviços à sociedade. No entanto, reduzimos o horário presencial e teremos mais trabalhos realizados de forma remota. Isso não foi decidido pelo que ocorreu com o servidor, mas por tudo que está acontecendo ao nosso redor. O momento é difícil e requer cuidados com a saúde dos nossos vereadores”, acrescentou Geraldo Júnior.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas