Preso em Salvador, Geddel tem prisão domiciliar concedida pelo STF

brasil
15.07.2020, 07:35:17
Atualizado: 15.07.2020, 08:58:54

Preso em Salvador, Geddel tem prisão domiciliar concedida pelo STF

Decisão foi do presidente do Supremo, Dias Toffoli, que determinou uso de tornozeleira eletrônica

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Supremo Tribunal Federal concedeu prisão domiciliar ao ex-ministro Geddel Vieira Lima, que está preso no Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador. A decisão, publicada nessa terça-feira (14), afirma que há "risco real de morte reconhecido" do político.

Para ficar em casa, Geddel vai ser monitorado por tornozeleira eletrônica até setembro deste ano. A decisão foi publicada pelo presidente do STF, Dias Toffoli, que ressalta a justificativa: "para preservar a sua integridade física e psíquica, frente à dignidade da pessoa humana", diz o trecho. O pedido de prisão domiciliar havia sido negado pelo ministro Edson Fachin em 26 de junho.

Coronavírus
Em um exame realizado no dia 8, o político testou positivo para coronavírus, mas a contraprova divulgada pela Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização do Estado da Bahia (Seap) deu negativo. 

Geddel passou por um exame PCR, considerado padrão ouro para o teste da covid-19, depois do teste rápido.  

"O resultado do exame do interno Geddel Quadros Vieira Lima para o Covid-19 deu negativo. Na última quarta-feira (08), ele havia testado positivo no teste rápido. A contraprova foi feita na modalidade Swab nasal", informou a Seap. Atualmente, Geddel está em uma cela individual.
  

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas