PRF: 97 pessoas morreram nas estradas durante o feriado prolongado

brasil
08.09.2020, 20:11:29
(Mauro Akin Nassor/Arquivo CORREIO)

PRF: 97 pessoas morreram nas estradas durante o feriado prolongado

Em 933 acidentes, número de feridos passou de 1,1 mil

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou, nesta terça-feira (8), que 97 pessoas morreram nas estradas brasileiras durante o feriado prolongado da Independência.

A PRF registrou, de sexta-feira (4) até ontem (7), 933 acidentes nas rodovias, que resultaram em 1.103 feridos e 97 mortos.

Ao longo do feriado prolongado, 123.548 pessoas foram abordadas e 133.498 veículos, fiscalizados. Em 2019, o dia da Independência caiu em uma sexta-feira, não havendo operação de feriado prolongado. Não há, portanto, dados comparativos.

As fiscalizações da PRF flagraram 704 condutores sob efeito de álcool e 3.646 pessoas que não usavam cinto de segurança; 1.072 motociclistas sem capacete e 531 crianças sem cadeirinha. Foram flagradas 5.728 ultrapassagens indevidas e 270 condutores usando aparelhos celulares enquanto dirigiam.

 

DrogasSegundo o balanço, as ações de combate ao crime resultaram na apreensão de mais de 7 toneladas de maconha e mais de 88 mil pacotes de cigarros contrabandeados. Em apenas uma apreensão, a PRF flagrou 1,4 tonelada de maconha na sexta-feira (4), em Ponta Porã, Mato Grosso do Sul. A droga é avaliada em mais de R$ 1,4 milhão.

Na Bahia, em Urandi, a PRF apreendeu 250 mil carteiras de cigarros contrabandeados, que estavam acomodadas em 250 caixas e escondidos em meio a uma carga de polvilho. A carga está avaliada em mais de R$ 1 milhão.

A PRF recuperou ainda 76 veículos furtados ou roubados e retirou de circulação 19 armas de fogo e 667 munições e prendeu, por diversos crimes, 525 pessoas.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas