Primeira colocada em medicina na USP é negra e aluna da rede pública

brasil
07.02.2017, 18:49:00
Atualizado: 07.02.2017, 18:50:29

Primeira colocada em medicina na USP é negra e aluna da rede pública

"A casa-grande surta quando a senzala vira médica", afirma a jovem

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A estudante Bruna Sena, 17 anos, é a primeira colocada em medicina da USP de Ribeirão Preto, curso mais concorrido da Fuvest-2017. Negra e estudante de escola pública, ela é militante social e defende as cotas para universidade. No seu perfil do Facebook, a jovem postou uma frase que provocou polêmica: "A casa grande surta quando a senzala vira médica". 

(Foto: Arquivo Pessoal)

A garota foi criada sozinha pela mãe, Dinália Sena, que é caixa de supermercado. Com salário de R$ 1.400, ela sempre priorizou a educação da filha. A garota fazia kumon de matemática com ajuda dos vizinhos e no último ano, além de estudar em uma escola pública, ganhou uma bolsa para um cursinho que tem aulas ministradas por alunos da própria USP. Ela ia de manhã para a escola e de noite para o cursinho.

"Quero atender pessoas de baixa renda, que precisam de ajuda, que precisam de alguém para dar a mão e de saúde de qualidade", disse a estudante à Folha de S. Paulo. Ela defende o uso de cotas raciais no vestibular: "Não há como concorrer de igual para igual quando não se tem oportunidades de vida iguais", afirma. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas