'Problema não é treinador', diz Ramon sobre momento do Bahia

e.c. bahia
14.01.2021, 15:57:00
Atualizado: 14.01.2021, 20:12:26
Para Ramon, Bahia tem mostrado em volução e precisa de detalhe para voltar a vencer na Série A (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

'Problema não é treinador', diz Ramon sobre momento do Bahia

Segundo volante, jogadores precisam chamar responsabilidade em campo

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

De uma coisa nenhum tricolor pode discordar: dentro de campo a temporada 2020 é uma das mais complicadas que o Bahia teve nos últimos anos. A expectativa criada ao fim de 2019 não foi atingida e o tricolor vive luta contra o rebaixamento no Brasileirão.

Nesse meio tempo, a equipe está sob o comando do terceiro treinador na temporada. Antes de Dado Cavalcanti, Roger Machado e Mano Menezes passaram pelo posto. Diante de todo esse cenário, o volante Ramon não titubeou ao apontar o motivo que colocou o clube em situação delicada.

"O que tem que ficar visível para a gente aqui dentro do elenco é que já trocou de treinador três vezes. Então, [o problema] não é treinador. É algo que vem da gente que está em campo, depende de nós que estamos jogando. Claro que o Dado vai dar todas as instruções, passar as estratégias, mas tem que vir da gente para conseguir os objetivos", sentenciou o volante.

Com apenas 29 pontos em 29 jogos, o Bahia se afundou na zona de rebaixamento na rodada anterior e não depende mais das próprias forças para ficar na Série A. Na 17ª colocação, o time está a três pontos do Fortaleza, primeiro clube fora do Z4.

No segundo turno, o Esquadrão chegou a emendar sete derrotas seguidas, um recorde negativo na história do clube no Campeonato Brasileiro desde a primeira edição, em 1959. A sequência só foi quebrada com o empate por 1x1 com o Atlético-GO, no último domingo. Apesar de ainda não ter voltado a vencer, Ramon destacou a importância do ponto conquistado fora de casa. "Somar pontos é importante. Não foi o resultado que a gente queria, o resultado que a gente buscou, mas somar é importante nessa competição. Talvez, durante o campeonato, se a gente tivesse empatado mais, estaríamos com mais pontos. Esse ponto que agora a gente não consegue enxergar, lá na frente pode fazer toda a diferença", disse.

"A gente vem em uma evolução, isso é nítido, está visível que estamos crescendo. Agora são detalhes que precisamos corrigir para vir os três pontos de uma forma ou de outra", continuou o jogador.

A próxima chance do Bahia para voltar a vencer na Série A será na quarta-feira (20), quando recebe o Athletico-PR, na Fonte Nova. Contando o duelo contra os paranaenses, serão nove jogos até o final da temporada. Partidas que têm sido encaradas como decisões na Cidade Tricolor. "Temos que encarar todos os jogos agora como final, o espírito é esse, ainda contra equipes que são confrontos diretos. Temos que vencer de qualquer jeito ou não deixar ele vencer a gente. É somar pontos, vencer os concorrentes diretos para sair dessa situação", finalizou Ramon.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas