Produção industrial baiana cresce 1,1% de abril para maio; média supera o país

salvador
12.07.2019, 11:31:00
Atualizado: 12.07.2019, 11:41:23

Produção industrial baiana cresce 1,1% de abril para maio; média supera o país

Com o desempenho de maio, a Bahia registrou pela primeira vez no ano uma variação positiva

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

De abril para maio, a produção industrial baiana cresceu 1,1%. As informações são da Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional (PIM-PF Regional), divulgada nesta sexta-feira (12), pelo IBGE. Esse foi o segundo resultado positivo consecutivo para o estado, que ficou acima da média nacional (-0,2%);

Em relação ao mesmo período no ano passado, a Bahia também avançou e teve um aumento de 12,3%, superando o país como um todo, que teve 7,1% de alta. Apesar da greve dos caminhoneiros em maio de 2018, esse período foi o melhor para a indústria na Bahia desde 2010, quando a produção havia crescido 21,7%.

Em relação a maio de 2018, este ano o resultado foi positivo tanto na indústria de transformação (12,9%) quanto na extrativa (2,2%). Ao todo, 9 dos 11 segmentos pesquisados separadamente na Bahia apresentaram crescimento. O maior registrado foi na fabricação de equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (125,1%), embora a produção de veículos (48,9%) e a metalurgia (75,5%) tiveram as principais contribuições positivas para o resultado em geral, no estado.

Com o desempenho de maio, a Bahia registrou pela primeira vez no ano uma variação positiva na produção industrial no acumulado no ano  (0,1%) e crescimento no acumulado em 12 meses (1,4%).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas