Professor da Ufba morre aos 49 anos vítima da covid-19

coronavírus
19.04.2021, 11:26:33
Atualizado: 19.04.2021, 13:06:57

Professor da Ufba morre aos 49 anos vítima da covid-19

Jailton Souza de Almeida morreu nesta segunda-feira (19)

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A Universidade Federal da Bahia (Ufba) perdeu mais um servidor do seu quadro para a covid-19. O professor do Instituto de Física Jailton Souza de Almeida, aos 49 anos, morreu nesta segunda-feira (19). 

Jailton era graduado e mestre em física pela UFBA e doutor em física pela Universidade de Uppsala, na Suécia. Ele ngressou como docente na UFBA em 2008, lotado no Departamento de Física Geral. Atuou como revisor de diversos periódicos internacionais - entre os quais Physical Review Letters, Physical Review B, Applied Physics Letters, Scientific Reports, Cogent Physics - e possui dezenas de artigos publicados em revistas científicas internacionais, com mais de 500 citações.

Foi assessor da Câmara de Inovação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), de 2007 a 2011, e era consultor de universidades, institutos federais, e fundações de amparo à pesquisa. Atuou também na Universidade de Uppsala como professor visitante, com projeto financiado pela União Europeia, e tinha experiência em High Performance Computing, tendo montado um cluster de computadores a partir de PCs para simulação computacional de propriedades físicas de sólidos.

"Colega e professor respeitado e querido por toda a comunidade do nosso instituto, Jailton deixará uma permanente lacuna entre nós, mas estará sempre em nossa memória e nossos corações", afirmou, em nota, o diretor do Instituto de Física, professor Ricardo Miranda. 

A Ufba também lamentou a morte do professor. "A UFBA solidariza-se aos familiares, amigos e colegas", disse a instituição em nota. O sepultamento acontece na cidade de Catu. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas