Professores da rede municipal e prefeitura assinam acordo de reajuste salarial

salvador
02.06.2022, 15:55:00
(Enaldo Pinto/Smed)

Professores da rede municipal e prefeitura assinam acordo de reajuste salarial

Greve foi encerrada nesta quarta (1)

Foi oficializado o acordo entre os professores da rede municipal de ensino e a prefeitura. O impasse sobre o reajuste salarial para o ano de 2022 foi resolvido e o acordo oficializando a proposta foi assinado nesta quinta-feira (2), durante uma reunião realizada na sede da Secretaria Municipal da Educação (Smed), na Avenida Garibaldi. 

Os professores decidiram pelo fim da greve nesta quarta-feira (1º), após chegarem a um consenso com os representantes da gestão municipal. A proposta contemplou um reajuste salarial de 11,37%, sendo um reajuste linear de 6% e mais duas progressões, a serem concedidas nos meses de junho e agosto.

Estiveram presentes na assinatura os secretários da Educação, Marcelo Oliveira, e da Gestão (Semge), Thiago Dantas, além de dirigentes da APLB Sindicato, que representa a categoria.

"O acordo que foi firmado com a APLB, encerrando a campanha salarial de 2022, aponta vários avanços que foram conquistados pela representação sindical, que contou com a compreensão e a vontade da administração municipal”, declarou o secretário Marcelo Oliveira.

Já para o titular da Semge, o acordo reforça a importância desses profissionais que compõem a rede de ensino. “Prevaleceu o sentimento de que a educação pública de qualidade é o nosso norte, que é preciso recuperar os prejuízos ocasionados pela pandemia e que o professor municipal precisa ser valorizado. Com a compreensão dos dois lados, foi possível construir um entendimento e assinar esse importante acordo”, disse Thiago Dantas.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas