Professores desocupam Secretaria da Educação de Feira após horas de protesto

bahia
25.04.2022, 19:51:00
(Divulgação/APLB)

Professores desocupam Secretaria da Educação de Feira após horas de protesto

Trabalhadores encerraram a mobilização ao receberem a confirmação da data de pagamento do salário em atraso

Os professores da rede municipal de Feira de Santana deixaram a sede da Secretaria da Educação, na tarde desta segunda-feira (25),  após horas de protesto por salário atrasado.

Os manifestantes deixaram o local após a Secretaria de Administração comunicar, através de documento, a data do pagamento dos atrasos.

Os trabalhadores saíram por volta das 16h da Secretaria de Educação, após a Secretária da pasta, Anaci Paim, confirmar, através de documento oficial, que o pagamento será na próxima sexta-feira (29). Confira:

Os professores cobram do Município o pagamento das 20 horas complementares de março e os 20% de gratificação dos profissionais que atuam nos distritos da cidade. Este valor é referente a nove dias trabalhados em fevereiro e ao mês de março.

Segundo o sindicato que representa os professores (APLB), a categoria também cobra melhorias nas condições das escolas. A entidade afirma que, em algumas unidades, não há efetivo suficiente para todas as turmas, nem merenda escolar. A mobilização aconteceu duas semanas após greve da categoria.

"Os trabalhadores em educação da Rede Municipal aprovaram a construção de uma agenda de mobilização em Assembleia realizada no dia 11 de abril. A diretoria da APLB Feira continuará mobilizando à categoria a fim de solucionar a pauta de reivindicações e conquistar melhorias na Educação Pública do Município e nesta quarta-feira, 27, convocamos à comunidade escolar: professores, funcionários, pais e estudantes, para juntos denunciarmos as condições das Escolas da Rede Municipal na Câmara de Vereadores a partir das 8h30", informou o sindicato em nota.

Confira a nota da gestão municipal:

"A Secretaria de Administração informa que os salários dos professores estão em dia. Por questões administrativas, a complementação destinada a um grupo de professores será feita na próxima sexta-feira, 29. Essa complementação se refere ao desdobramento de carga horária e o percentual para os professores que atuam na zona rural. Isto por que a verificação está sendo feita a cada mês, de acordo com a programação enviada pela gestão das escolas. A Secretaria de Educacao convocou 500 professores selecionados recentemente através do Reda. E investiu no último ano na recuperação, reforma e ampliação de 184 escolas municipais."

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas