Projeto de lei será enviado à câmara para ampliar ações sociais da prefeitura 

coronavírus
14.04.2020, 19:39:00
Atualizado: 14.04.2020, 19:41:04
(Max Haack/Secom)

Projeto de lei será enviado à câmara para ampliar ações sociais da prefeitura 

Benefícios concedidos por conta da pandemia serão ampliados para novos grupos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O prefeito ACM Neto anunciou nesta terça-feira (14) a ampliação de programas sociais do município para o período de enfrentamento do coronavírus. Entre as medidas anunciadas, está a inclusão de novos grupos que passarão a receber ajuda financeira e cestas básicas, com a ampliação do programa Salvador Para Todos. 
 
O benefício de R$ 270 será concedido também para taxistas, auxiliares de taxistas e motoristas de aplicativo entre 40 e 60 anos. Antes, o valor valia apenas para os mesmos profissionais acima de 60 anos. Entretanto, o benefício estendido será pago inicialmente por apenas um mês, até o governo federal regularizar o auxílio de R$ 600 que engloba essas categorias. 
 
"É uma medida que visa ajudar esses profissionais ao menos até que o auxílio do governo federal, de R$ 600, seja depositado. Como isso tem demorado, a prefeitura decidiu agir para minimizar o sofrimento dessas pessoas, que tem sido prejudicadas em função das restrições provocadas pelo coronavírus", explicou ACM Neto. 
 
O prefeito anunciou ainda a ampliação da doação de cestas básicas para todos os mototaxistas da cidade, pelo prazo de três meses. A distribuição, pelo mesmo período, também será destinada a pessoas em situação de extrema pobreza, inscritas no CadÚnico até o dia 7 de abril, desde que não possuam filhos matriculados na rede municipal de ensino e que não se declarem profissionais autônomos ou informais. 
 
As regras de exclusão foram determinadas para não gerar acumulação de dois benefícios, já que todos os alunos da rede municipal já receberam ou estão recebendo uma cesta básica por mês, e os profissionais autônomos ou informais têm direito ao auxílio de R$ 600 do governo federal. 
 
Idosos inscritos no CadÚnico até o dia 7 de abril, com renda de até R$ 522, também poderão receber cestas básicas, desde que não sejam trabalhadores autônomos ou informais e que residam sozinhos. Assim como monitores de turismo em situação de extrema pobreza, que não possuam vínculo empregatício ou contrato formal.

"Somados, teremos mais 25 mil beneficiários com as cestas básicas, chegando a um total de 200 mil famílias contempladas. Já o auxílio do Salvador por Todos vai beneficiar, estimamos, 16 mil pessoas, podendo chegar ao total de 36 mil no total, somando a primeira fase do programa", declarou o prefeito.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas