Quabales e Margareth levam batuque baiano ao Rock in Rio

variedades
23.09.2017, 17:43:44
Margareth foi convidada do grupo percussivo Quabales (Samuel Kobayashi)

Quabales e Margareth levam batuque baiano ao Rock in Rio

A cantora biana chamou a massa sonora com "Andar com fé", para depois passear por sucessos de seus 30 anos de carreira, "Faraó" e "Elegibô"

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Palco Sunset apresentou o grupo percussivo Quabales, projeto social baiano que forma jovens músicos e teve como convidados um alicerce do axé e do samba reggae, Margareth Menezes, e o vocalista do NX Zero, Di Ferrero. 
Depois de uma potente performance solo do Quabales, a cantora biana chamou a massa sonora com "Andar com fé", para depois passear por sucessos de seus 30 anos de carreira, "Faraó" e "Elegibô", além de "Passe em casa", em parceria com os Tribalistas. A conexão Bahia seguiu com músicas de Gil ("Não chore mais") e Caetano ("Tieta").

O Quabales fez uma homenagem a Naná Vasconcelos - o percussionista pernambucano morreu em março de 2016. Criado na comunidade pobre Nordeste de Amaralina, em Salvador, em 2012, o grupo, idealizado e produzido pelo instrumentista Marivaldo dos Santos, é apoiado pelo nova-iorquino Stomp, do qual faz parte, e usa instrumentos de material reciclado. 

Seu discurso artístico vem do cotidiano das favelas, das investidas policiais, das mães que perdem seus filhos diariamente, dos jovens carentes educação de qualidade que entram para o crime. Num momento em que o Rio enfrenta conflito de traficantes e intervenção das Forças Armadas.

Margareth fez clamor no mesmo tom, pedindo igualdade racial e social no Brasil: "Viva esse Brasil lindo e íntegro, contra todos as mazelas que estão fazendo com nosso povo! Nós não merecemos!" Ao cantar o "tudo, tudo, tudo vai dar pé" da versão de Gil para "No Woman No Cry", passou uma mensagem de esperança no futuro, a despeito do cenário nacional de desalento político e econômico.

Ainda na parte da tarde, Cidade Negra convidou Digitaldubs & Maestro Spok para um show que reuniu os maiores clássicos do mestre Gilberto Gil.

Em uma das noites mais esperadas do festival, a Cidade do Rock vai tremer neste sábado com dois gigantes da música no Palco Mundo: Guns N' Roses e The Who. Além deles, Incubus e Titãs também farão seus shows.
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas