Quarto de bebê: descubra como escolher o berço ideal

especial publicitário
20.08.2018, 11:35:09
Atualizado: 11.01.2019, 18:35:11
Apesar de parecer uma simples escolha, são muito os quesitos que devem ser observados antes de comprar o berço (Fotos/Divulgação)
Estúdio Correio -

Quarto de bebê: descubra como escolher o berço ideal

Modelos multifuncionais lideram a lista dos mais procurados

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A notícia da chegada de uma criança na família é sempre uma grande alegria. Nos primeiros meses de gestação, a empolgação para comprar as primeiras peças de roupa dá espaço para uma importante questão: onde o bebê irá dormir?

Apesar de parecer uma simples escolha, são muito os quesitos que devem ser observados antes de comprar o berço e os demais móveis que irão decorar o quarto infantil. “A primeira coisa que a pessoa precisa saber é o espaço que ela tem em casa e o que melhor lhe atenderia no espaço disponível”, indica a designer de interiores Ivana Rangel, sócia proprietária da Loja Oito Baby, em Salvador.

O grande atrativo dos berços-funcionais é sua vida útil por atenderem de recém-nascido até o início da adolescência

Algumas mamães preferem peças exclusivas e produzidas artesanalmente, porém a grande maioria opta pela praticidade de comprar um modelo já disponível para pronta entrega. Mas até para escolher dentre as tantas opções que existem hoje no mercado, é preciso ter cautela. Vale analisar pontos como conforto, funcionalidades e segurança oferecidos pelo fabricante tais como tinta atóxica, ausência de tapa furos, telas ou grades de proteção e até proteção na lateral com antimordida de silicone.

“É obrigatório que o berço seja aprovado pelo INMETRO e possua o selo”, pontua Ivana Rangel. A escolha deve levar em consideração, também, a ergonomia do berço. “Até a altura do berço tem que ser analisada, porque se a mãe for alta, por exemplo, um berço baixo demais é desconfortável para pegar e colocar a criança para dormir”, destaca a designer de interiores.

Modelos
Quanto antes a pesquisa começar a ser feita, mais assertiva será a escolha do móvel. No quinto mês de gestação, a médica Roberta Florencio, 31 anos, foi às lojas de Salvador para iniciar a decoração do quarto da filha. “Queria móveis que oferecessem segurança, praticidade e que aproveitasse melhor o pouco espaço que eu tenho. Estou muito satisfeita com o que comprei”, conta Roberta, que dentre as compras escolheu um berço multifuncional da linha Sol e Mar, da marca Divicar, para o quarto da pequena Laura, que nasceu há 40 dias.

A médica Roberta Florencio escolheu um berço multifuncional da linha Sol e Mar, da Divicar, para o quarto da pequena Laura, que nasceu há 40 dias

Hoje, a peça é utilizada como berço e trocador, além de ter duas gavetas e dois nichos. “Engraçado que sempre escutei falar que as pessoas quase não usam o quarto do bebê, que é mais decoração mesmo. Pois eu uso tudo!”, comemora Roberta. Assim que a criança crescer a ponto de sair do berço, o móvel irá se transformar em uma cama de solteiro e mais um complemento como uma escrivaninha ou mesa de apoio.

Outra tendência de berço multifuncional é o modelo Crescer, da marca Sleeper, que inicialmente é utilizado em formato circular, para pequenos ambientes, como quarto dos pais, e depois se transforma em um berço maior para se encaixar no quarto da criança. Ele oferece, ainda, a possibilidade de se tornar uma minicama e, depois, duas poltronas. “Muitas vezes os pais compram um berço para o quarto do bebê e um outro menor para deixar no quarto deles. Esta peça consegue atender as duas demandas e ainda tem outras funções”, explica a designer de interiores.

O berço multifuncional Crescer, da Sleeper, é utilizado em formato circular, para pequenos ambientes, e depois se transforma em um berço maior para o quarto da criança

Queridinhos, os modelos multifuncionais podem ser encontrados em versões mais simples, a partir de R$1.299,98 ou em edições que oferecem até sete funções. Além do Sol e Mar e do Crescer, são também muito procurados os modelos Crescer, Zlín e Encanto. 

O grande atrativo destes móveis é a vida útil deles, pois atendem de recém-nascido até o início da adolescência. Além disto, podem fazer o espaço render, sem atrapalhar a circulação do ambiente.

Se você mora em Salvador ou em cidades próximas e ficou com dúvida sobre qual a melhor opção para sua realidade, faça uma visita à Oito Baby, em Jardim Armação, que uma das consultoras da loja poderá te ajudar a escolher os móveis para o quarto da bebê. Se quiser comprar online, basta acessar o site www.oitobaby.com.br. O e-commerce da loja oferece diversas opções como comprar no site e retirar na loja, receber no mesmo dia que efetuou a compra (confira as regras no site), parcelamento, além de enviar para todo o Brasil.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas