Quase 60% dos baianos só têm acesso à internet pelo celular

bahia
29.04.2020, 18:03:00
(Marcello Casal Jr/EBC)

Quase 60% dos baianos só têm acesso à internet pelo celular

Bahia tem o 4º menor acesso à internet por computador do país

A Bahia tem o 4º menor acesso à internet por computador. A cada 10 domicílio, apenas 3, no estado, possuem acesso a uma máquina. Por outro lado, o ano de 2018 registrou que 6 em cada 10 baianos acessaram à Internet exclusivamente pelo celular. Esses números são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC) sobre Tecnologia da Informação e da Comunicação (TIC) divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na última quarta-feira (29).

O levantamento também apontou que o acesso à Internet exclusivamente pelo celular foi o que mais cresceu na Bahia entre 2017 e 2018, de 51,4% para 57,7%. Isso representou 836 mil pessoas que passaram a navegar na Internet exclusivamente pelo celular em um ano, no estado. Conversar por chamadas de voz ou vídeo e assistir a vídeos, inclusive programas, séries e filmes, foram as finalidades de uso da Internet que mais cresceram na Bahia, entre 2017 e 2018.

Morador do bairro de Coutos, no Subúrbio Ferroviário, Davi Monteiro, 20, faz parte dessa estatística. Há dois anos ele e a mãe utilizam a internet majoritariamente pelo celular. A realidade passou a ser assim desde que o computador que tinham em casa deu problema e eles não tiveram grana para o conserto - tampouco para um novo.

Sonhando com uma vaga no curso de Medicina, Davi vai para o seu segundo vestibular e avalia que a experiência de estudo pelo aparelho móvel é prejudicada em relação a um PC ou notebook. Por diversos motivos: desde a tela menor, até a ausência de teclado e redução de multifuncionalidades.

"Se a gente tiver vendo um vídeo, por exemplo, e a pessoa falar sobre alguma coisa que chama atenção tem que fechar o vídeo pra poder fazer uma pesquisa. No PC dá pra ficar escutando enquanto faz a busca", detalha o estudante.

Além dos celulares, dentro da casa de Davi também há acesso à Internet pela televisão. Como eles têm um pacote de internet por banda larga, é possível utilizar a TV para assistir série ou vídeos no YouTube.

Livro e celular: os companheiros de estudo de Davi Monteiro (Foto: Acervo Pessoal)

Segundo o IBGE, a televisão foi o único outro equipamento que se junta ao celular na estatística que aponta um aumento de uso para acessar à Rede.Tanto no Brasil quanto na Bahia. Em 2018, 17,0% dos baianos que utilizaram a Rede o fizeram pela TV, o que representou 1,4 milhão de pessoas.

Analista de informações do IBGE, Mariana Viveiros explica que essa realidade se deve, entre outras coisas, a fatores socioeconômicos. O valor de equipamentos com acesso à Internet teve crescimento nos últimos anos e os celulares oferecem uma relação custo x benefício melhor.

"O celular é um equipamento mais barato e consegue condensar necessidades de entretenimento, comunicação e mobilidade. Além disso, ele oferece a possibilidade de uso exclusivo de pacote de dados próprios das operadoras, dispensando uma internet mais potente e reduzindo custos", explica.

Aos 56 anos, o gerente comercial José Santos abriu mão da TV por assinatura para fortalecer a capacidade de sua internet por banda larga e assinar serviços por streaming.

"Antes eu gastava cerca de 200 reais com TV. Gosto muito de assistir filmes e séries, principalmente de investigação. É o que me distrai. Só que a TV ficou pesada então eu tirei e agora tou só pelo Netflix", explica.

Arredio à tecnologia, José conta que sente falta da TV por ter mais familiaridade. WhatsApp? Só em horário comercial. Celular? Só para ligação.

Segundo o IBGE, a importância do celular para acessar a Internet vem crescendo ao longo do tempo, e em 2018, na Bahia, 6 em cada 10 pessoas de 10 anos ou mais de idade (57,7%) que utilizaram a Rede o fizeram exclusivamente por meio do telefone móvel. Isso representa um total de 4,8 milhões de baianos que acessaram a Internet apenas por esse equipamento.

O acesso à Internet exclusivo por celular era bem maior na Bahia do que no Brasil. Em 2018, 4 em cada 10 pessoas que utilizaram a Internet no país (43,2% ou 58,7 milhões, em números absolutos) fizeram isso apenas pelo celular.

O percentual de acesso exclusivo pelo celular na Bahia (57,7%) foi também o sexto maior entre os estados. Maranhão (69,7%), Pará (62,9%) e Acre (61,8%) lideravam nesse indicador, enquanto Distrito Federal (29,3%), Santa Catarina (32,7%) e São Paulo (33,9%) tinham os menores percentuais.

O acesso à Internet exclusivamente pelo celular foi ainda o que mais cresceu na Bahia entre 2017 e 2018, de 51,4% para 57,7% dos usuários da Rede (avanço de 6,3%). Isso significa que 836 mil pessoas que passaram a navegar na Internet exclusivamente pelo celular em um ano.

O aumento absoluto foi o segundo maior dentre os estados: 836 pessoas a mais, ficando aquém apenas do verificado em São Paulo, quem tem a maior população do país e onde o número de internautas que navegavam exclusivamente pelo celular cresceu em 1,2 milhão de pessoas, de 2017 para 2018.

* Com supervisão da subeditora Clarissa Pacheco

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas