Quatro bairros de Salvador registram primeiros casos de Covid-19; veja lista

salvador
24.03.2020, 19:07:00
Atualizado: 24.03.2020, 19:14:07

Quatro bairros de Salvador registram primeiros casos de Covid-19; veja lista

Pituba e Horto Florestal continuam com maiores concentrações de ocorrências

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Jardim Apipema, Jardim de Alah, Praia do Flamengo e São Caetano registraram seus primeiros casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus. A Pituba segue com a maior concentração, subindo para 7, seguida do Horto Florestal, com 6. A lista de bairros foi atualizada nesta terça-feira (24) pelo secretário de Saúde de Salvador, Leo Prates, através do Twitter.

Além da Pituba e do Horto, também aumentou o número de confirmações de Brotas e Caminho das Árvores, que tiveram duas pessoas infectadas a mais, cada, e Barra, com um caso a mais.

Leia também: Sobe para 79 o número de infectados pelo coronavírus na Bahia

Ao todo, a cidade tem 48 pacientes que testaram positivo para a Covid-19, embora três casos sejam importados - ou seja, o local de residência do paciente é fora da Bahia e, portanto, não entram na listagem divulgada. A capital é o município com mais casos registrados no estado.

Com as novas confirmações, o número de bairros infectados subiu para 22. São eles: Pituba (7 casos); Horto Florestal (6); Graça (4); Brotas (4); Caminho das Árvores (4); Barra (3); Canela (1); Costa Azul (1); Itaigara (1); Ondina (1); Massaranduba (1); Paralela (1); Pernambués (1); Rio Vermelho (1); Santa Tereza (1); Armação (1); Alphaville (1); Jardim de Alah (1); Praia do Flamengo (1); São Caetano (1); Stiep (1); Jardim Apipema (1). Fora esses, há uma confirmação sem identificação do local de residência do paciente.

Ao CORREIO, Prates explicou como tem sido feito o controle. "No momento da confirmação do diagnóstico, o paciente informa onde mora. No processo de investigação é importante irmos até quem ele teve contato para realizar o bloqueio", explicou. Os dados são coletados pelo Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS) e o controle por bairros deve seguir sendo atualizado.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas