Quatro dos 16 isolados em Trancoso testam negativo para a Covid-19

bahia
18.03.2020, 13:51:00
Atualizado: 18.03.2020, 14:17:00

Quatro dos 16 isolados em Trancoso testam negativo para a Covid-19

Isolados estão na casa de empresário cearense que mesmo infectado viajou de SP para BA; mansão pertenceu a João Dória

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Quatro das 16 pessoas que estão em isolamento numa casa na praia em Itapororoca, em Trancoso, distrito de Porto Seguro, no Extremo Sul da Bahia, testaram negativo para a Covid-19, informou nesta quarta-feira (18) a Prefeitura local.

A casa em questão é a do empresário cearense Cláudio Henrique do Vale Vieira, presidente do Grupo CVPAR e responsável por transmitir o vírus em Trancoso, após viajar de São Paulo para a Bahia mesmo sob recomendação de ficar em isolamento.

Pela desobediência, o empresário vai responder a processo criminal, conforme disse o governador Rui Costa nesta segunda-feira (16). Vale viajou para Trancoso com amigos e familiares dia 12 de março e testou positivo para Covid-19 no sábado, 14.

A viagem resultou na infecção de três pessoas, uma delas a esposa dele, Rafaela, de 44 anos, uma amiga do casal de 42 anos e que é de Fortaleza, além de um nativo que trabalha como cozinheiro do empresário.

Nesta terça, uma das pessoas que estão na casa e testaram negativo chegou a fugir do isolamento durante a madrugada. Segundo a Prefeitura de Porto Seguro, ele é um dos funcionários do empresário e mora na região de Trancoso.

Ao sair, contudo, os próprios funcionários que também estão em isolamento acionaram a Polícia Militar, que interceptou o homem em seu carro, um Fiat Uno branco, na BA-001 e fez com que ele voltasse para o isolamento na casa em Trancoso.

Mansão de Dória
O imóvel foi comprado recentemente pelo empresário Cláudio Henrique do Vale Vieira do governador de São Paulo, João Dória, e, segundo a Prefeitura de Porto Seguro, é a segunda vez que ele viaja para o local, muito frequentado por sulistas.

A Prefeitura informou que está monitorando a casa. Dos 16 que estão no local, ao menos 6 são funcionários de Cláudio Vale, cujo advogado, que não quis ter o nome divulgado, afirmou que o empresário viajou a Bahia sem saber que tinha a Covid-19.

O advogado, que está em isolamento em São Paulo por ter tido contato recente com o empresário, disse também que Cláudio Vale não tinha recomendação para ficar em quarentena. O teste dele foi feito no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo.

Uma semana antes de viajar para Trancoso, o empresário esteve num casamento em Itacaré, no sul da Bahia, onde um dos 500 convidados estava com a Covid-19. Depois ele retornou para São Paulo e foi para Trancoso. Assim como Cláudio Vale, outros convidados testaram positivo para o vírus. A festa deixou famosos doentes, como a blogueira Gabriela Pugliesi, irmã da noiva, a cantora Preta Gil e a atriz Fernanda Paes Leme.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas