Quatro são presos por obrigar engenheiro a criar vagas em empresa na BA

bahia
10.11.2017, 17:19:56
Atualizado: 10.11.2017, 17:43:21

Quatro são presos por obrigar engenheiro a criar vagas em empresa na BA

As vagas eram vendidas por R$ 4 mil cada; eles foram presos por extorsão e ameaça

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Quatro são presos por obrigar engenheiro a criar vagas em empresa na BA (Foto: Policia Civil/Divulgação)

Quatro homens foram presos na última quinta-feira (9) em Candeias, suspeitos de ameaçar e extorquir um engenheiro. Ele era obrigado pelos quatro homens a criar vagas de emprego na empresa que presta serviços a uma refinaria na na Região Metropolitana de Salvador. As vagas eram vendidas por R$ 4 mil cada.

Anderson Batista Santana, o Psirico, Carlos Vinicius Aragão Santos, o Papito, Josevaldo Alves da Conceição e Rafael dos Santos foram denunciados pelo engenheiro há dois meses. 

Ele procurou a 20ª DT/Candeias e denunciou que a quadrilha exigia que ele reservasse vagas de emprego na empresa onde trabalha. Os bandidos faziam ameaças ao engenheiro e à família dele para exigir que as vagas fossem garantidas.
   
Na última quinta, informou à polícia que o grupo o aguardava próximo à refinaria. Uma equipe da unidade foi até o local e prendeu os criminosos. Com os quatro, foram apreendidas uma pistola 9mm e várias carteiras de trabalho em nome de terceiros.

O delegado Marcos Laranjeira, titular de Delegacia de Candeias, informou que eles também extorquiram e ameaçaram empregados de outras empresas nos municípios de Madre de Deus e São Francisco do Conde. Três das vítimas já reconheceram os criminosos. 

Anderson, Carlos, Josevaldo e Rafael foram autuados em flagrante pelos crimes de extorsão, porte ilegal de arma e associação criminosa. Os quatro estão custodiados na carceragem da 20ª DT/Candeias, onde permanecerão, à disposição da Justiça.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas