Recuperados, Jackson e Edson treinam e podem reforçar o Bahia no Ba-Vi

e.c. bahia
28.06.2017, 10:55:00

Recuperados, Jackson e Edson treinam e podem reforçar o Bahia no Ba-Vi

Jogadores desceram para o o campo na manhã desta quarta e participaram da atividade pela primeira vez na semana

O técnico Jorginho ganhou duas peças importantes nesta semana de clássico contra o Vitória, domingo (2), às 16h, no Barradão. Recuperados de lesão, o zagueiro Jackson e o volante Edson desceram para o campo do Fazendão na manhã desta quarta-feira (28).

Apesar da boa notícia pela recuperação de Edson, o treinador do Bahia vai ter que esperar pela decisão do tribunal para saber se poderá contar com o jogador no Ba-Vi.  O volante será julgado nesta quarta depois de ser denunciado no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por cuspir no atacante Kleber, do Coritiba

Volante Edson e zagueiro Jackson treinaram na manhã desta quarta e podem jogar o Ba-Vi
(Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Na súmula da partida contra o Coxa, no dia 15 deste mês, no Couto Pereira, o árbitro Wagner Reway relatou que o Edson revidou a cusparada no atacante adversário. Os dois foram expulsos na ocasião. 

O volante tricolor foi enquadrado no artigo 254-B do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) e pode pegar um gancho de seis a 12 jogos de suspensão.

Já o zagueiro Jackson, embora tenha treinado, ainda não está cotado para retornar no Ba-Vi porque está longe da condição física ideal. A última partida dele foi no Ba-Vi da semifinal da Copa do Nordeste, no dia 30 de abril. Depois disso, passou por uma cirurgia no joelho.

Quem também volta ao time é o volante Renê Júnior, que está liberado para jogar depois de cumprir suspensão contra o Flamengo. Já Lucas Fonseca, expulso contra o time carioca, está fora do duelo.

Olho no clássico
A recuperação dos jogadores acontece em um momento importante. Sem vencer há cinco jogos, o tricolor entrou na zona de rebaixamento pela primeira vez na rodada passada - é o 17º colocado.

Para o meia-atacante Zé Rafael, o Bahia tem condições de fazer uma boa partida contra o rival e melhorar a situação na tabela. "Nossa equipe está bem focada, bem unida. Internamente sabemos que temos qualidade e capacidade para sair dessa zona desconfortável e só com trabalho mesmo vamos conseguir sair dessa situação difícil", afirmou. 

O meia é um dos jogadores que mais finalizam no time tricolor, mas nos últimos jogos a bola não tem entrado. O time marcou apenas duas vezes em cinco rodadas, e o rendimento começa a preocupar. 

"Acho que a gente tem criado muitas oportunidades de gol, geralmente tem tido as primeiras oportunidades nos jogos, mas não temos sido eficiente, principalmente eu, se tenho o maior número de finalizações. Acho que se elas não estão entrando é por algum motivo. Mas temos trabalhado, vamos focar essa semana para que domingo aconteça de forma natural e que a gente possa tirar esse peso, que pode estar atrapalhando na hora de fazer o gol", explicou o jogador.

 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas