Repórter da Globo agradece devolução de celular no Bonfim: 'obrigado é pouco'

salvador
18.01.2019, 12:47:00
Atualizado: 18.01.2019, 17:08:08

Repórter da Globo agradece devolução de celular no Bonfim: 'obrigado é pouco'

Filho de Gandhy recuperou aparelho que seria levado durante a Lavagem

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Trabalhando na cobertura da Lavagem do Bonfim, nesta quinta-feira (17), o repórter da TV Bahia (Rede Globo) José Raimundo acabou perdendo o celular, mas deu uma sorte que poucos costumam ter em meio à aglomeração da festa, no percurso entre a Conceição da Praia e a Colina Sagrada.

Um homem que participava do cortejo vestido com a fantasia do afoxé Filhos de Gandhy encontrou o aparelho e o entregou em mãos ao repórter, antes que uma mulher não identificada se apropriasse. A devolução rendeu um agradecimento no Instagram do repórter.

(Foto: Reprodução)

“Este é Wilson. O conheci hoje quando bateu em minhas costas, em plena lavagem do Bonfim, pra me devolver o que faria um estrago grande em minha rotina: o celular, que acabara de cair e já estava sendo levado por uma mulher. Obrigado é pouco, Wilson”, postou José Raimundo, indicando uma suspeita de tentativa de furto.

A atitude de Wilson foi elogiada por seguidores do repórter. “Que bom que existem pessoas assim. Tem que ser registrado mesmo”, comentou Valana Gualuz. 

"Parabéns Wilson, vc é uma raridade! Fico feliz com o seu relato Zé. (...) O mundo precisa de muitos exemplares de Wilson", comentou Kátia Maltez.

Ocorrências
Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP), até as 17h desta quinta, quando a maioria dos fiéis já havia deixado a Colina Sagrada, 71 ocorrências de roubos e furtos foram registradas no cortejo. A pasta informou ainda que não foram registrados crimes graves contra a vida.

Na 3ª Delegacia (Bomfim), que fica próximo do final do percurso, e nos dois postos montados pela Polícia Civil para facilitar o registro de ocorrências na festa, foram contabilizados 72 boletins, a maioria relacionada a furtos e roubos.

Duas pessoas foram presas em flagrante por tentativa de furto e roubo e uma arma branca também foi apreendida.

Fotógrafo filmou assalto
Num dos flagrantes, dois assaltantes que abordaram o fotógrafo e publicitário Paulo Ribeiro, acabaram presos. A vítima conseguiu flagrar o próprio assalto, em frente à Igreja do Bonfim, e teve três dedos quebrados – uma das mãos precisou ser imobilizada. 

No momento do ataque, o fotógrafo testava uma tecnologia para filmar o evento em 360°. Por volta das 12h30, quando ele já tinha começado a gravar, os dois suspeitos se aproximaram e tentaram levar o smartphone da vítima.

No vídeo é possível ver um suspeito sinalizando ao comparsa sobre o alvo e arrancando o telefone bruscamente da mão de Paulo. "O outro ladrão de camisa azul tenta segurar Paulo dizendo que está tudo bem, que não foi nada. Mas ele seguiu segurando o cara que pegou o celular pela camisa", comentou um amigo que não quis se identificar. 

Nesse momento, o aparelho cai no chão, outras pessoas percebem a situação e ajudam o fotógrafo.

A dupla foi presa por policiais que estavam próximo ao local. Um boletim de ocorrência foi registrado também no local da festa. O aparelho teve a tela quebrada e foi recuperado pelas pessoas que presenciaram a tentativa de assalto.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas